A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/06/2013 10:11

Flagrado filho de prefeita de Miranda oferecendo R$ 10 mil a testemunha

Zemil Rocha
Diogo Bossay durante uma pescaria (Foto: Facebook de Diogo)Diogo Bossay durante uma pescaria (Foto: Facebook de Diogo)

Uma nova gravação postada no Youtube revela mais uma trama na disputa pela vaga de prefeito de Miranda. Nele, Diogo Bossay, filho da atual prefeita Marlene Bossay (PMDB), é flagrada tentando comprar testemunha do processo que cassou Juliana Almeida (PT), que chefiou o Executivo municipal até o final de maio. Diogo oferece cargo no governo do Estado e dinheiro.

A testemunha, identificada apenas pelo primeiro nome como Gedeilson, chega a pedir “ampliação do valor”, afirmando que “R$ 5 mil é pouco”. Depois de falarem em R$ 8 mil, os interlocutores ouvem de Diogo uma proposta de pagar R$ 10 mil, só que parcelado em duas vezes. “Te dou metade e o restante em 30, 40 dias”, propôs Diogo. A resposta fica para ser dada no mesmo dia, através de ligação telefônica.

Na conversa gravada, que também tem a participação de Gedivaldo, Diogo Bossay afirma que não poderia garantir a nomeação imediata de Gedeilson para não despertar suspeitas. Propõe, então, que ele aceita um cargo no município, no mesmo nível, até que a poeira assente, após o depoimento. A gravação pode ser assistida no endereço https://www.youtube.com/watch?v=kpwAKkXBhgM .

Este é o segundo vídeo postado na internet sobre irregularidades envolvendo os Bossay, depois que Marlene assumiu o cargo de prefeita da cidade de Miranda. No primeiro, Marlene aparece conversando com um homem chamado Joel e oferece a ele R$ 1.000,00 em troca apoio eleitoral. A gravação foi feita com uma câmera escondida atrás de uma janela.

Marlene Bossay assumiu em razão da cassação de Juliana Almeida, confirmada no dia 28 de maio pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), decisão que também afetou o vice Sidnei Barbosa de Araujo (PSC). Marlene e Sidnei tiveram os diplomas cassados em março, por compra de votos, por sentença do juíz da 15ª Zona Eleitoral de Miranda, Marcel Henry Batista Arruda. Pessoas ligadas aos dois teriam entregado dinheiro a eleitores da aldeia Lalima em troca de votos.

Ivan Bossay, que é médico, foi procurado para falar sobre essa gravação de vídeo, mas não foi encontrado neste sábado. 

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


“Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo.” Malcolm X
 
Michael Santos em 15/06/2013 22:01:10
Infelizmente nosso país, virou o país da corrupções, é corrupção para todos os lados, isso é uma pouca vergonha, dizem que os criminosos estão na cadeia, leve engano, estão é nas ruas, me engane que eu gosto. A justiça tem que canetar esse povo que não tem vergonha na cara, "Justiça, o povo brasileiro ainda acredita em você e na OAB.
 
ilma alexandre em 15/06/2013 19:08:43
As imagens são as testemunhas mais oculares dos fatos... Elas dizem tudo, tudo, cega é a justiça.
 
alzira pires gomes em 15/06/2013 15:15:05
Vocês Mirandenses deveriam ter vergonha de votarem nessas duas mulheres, pois suas famílias governam a cidade há tempos e continua do mesmo jeito, perseguições politicas, infraestrutura precária e nenhum desenvolvimento, quem deveria ganhar teria que ter sido um terceiro candidato, pois pior do que tá, não estaria...
 
Rossandro Ramalho em 15/06/2013 14:06:36
Ta chegando hora deste povo serem punidos só conseguem o poder desta foma grotesca e desonesta, acham que o dinheiro pode tudo. Vamos aclamar punição!!!!!
 
Maicom Corrreia em 15/06/2013 13:13:32
Acho que devemos confiar na justiça cassaram Juliana por muito menos e provas contundente.
 
Ramão Felipe em 15/06/2013 13:01:45
e uma poca vergonha a onde estamos indo cada vez mais nossa cidade vai pro fundo do buraco devemos fazer uma manifestação se nenhuma providência for tomada...
 
siumar costa em 15/06/2013 12:50:21
Como já disse aqui em Miranda se providencias não forem tomadas nos os quase 6 mil eleitores iremos fazer um movimento na cidade e iremos queimar os nossos TÍTULOS DE ELEITOR porque está provado que eles manipularam tudo aqui................
 
José Carlos Silva De Almeida em 15/06/2013 12:29:54
Cassaram a Juliana Almeida por causa de uma lista que ficou comprovada pela própria justiça que não foi ela quem escreveu e nem constava o nome dela. Agora vamos ver se a outra metida em verdadeiros escândalos sendo notícia toda semana será cassada também. O povo de Miranda clama por justiça.
 
Silca Silva em 15/06/2013 11:03:57
É brincadeira, agora vão falar que essa gravação é falsa, o duro que quem sofre com isso é o POVOOOOOOOOOOOO.
 
Augusto cesar em 15/06/2013 10:59:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions