A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/11/2017 08:33

Governador prossegue agenda no DF e depois vai para evento em SP

Governador cobrou a liberação R$ 45 milhões para custeio de hospitais de MS

Mayara Bueno
Governador do Estado, Reinaldo Azambuja, com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em reunião ontem. (Foto: Erasmo Salomão – Ministério da Saúde).Governador do Estado, Reinaldo Azambuja, com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em reunião ontem. (Foto: Erasmo Salomão – Ministério da Saúde).

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), segue em Brasília durante a manhã desta terça-feira (28) e depois segue para São Paulo (SP), conforme sua assessoria.

Na capital federal, às 9 horas, Azambuja participa da 9ª reunião ordinária do Conselho Deliberativo do Centro-Oeste, localizado no setor bancário Norte, no edifício Palácio da Agricultura.

Depois, o governador ainda vai para São Paulo, onde participa do ao lançamento da Nova Ferrovia Dourados (MS)-Paranaguá (PR) - Pontal do Paraná (PR). A agenda às 16 horas ocorre no Hotel Sheraton WTC, na avenida das Nações Unidas, 12.551.

Recursos para hospitais - Ontem, o chefe do Executivo estadual se reuniu com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para cobrar a liberação de R$ 45 milhões já acertados com o governo federal. O montante, de acordo com o governo estadual, será destinado para custeio de hospitais da rede pública do Estado.

Dos R$ 45 milhões, R$ 30 milhões são para equipar os hospitais de Três Lagoas, Corumbá e Dourados, e também aquisição de alguns aparelhos para o Hospital do Trauma da Santa Casa de Campo Grande e o Hospital de Câncer da Capital. Os R$ 15 milhões restantes são para o custeio das unidades da rede pública de saúde.

A ideia do governo, no Hospital Regional de Três Lagoas, vai contar com 138 leitos divididos em 6 leitos de pré-parto, parto e pós-parto; 3 de indução e recuperação de pacientes; 5 de observação pediátrica; 22 de observação paciente; 2 de observação psiquiátrica; 10 leitos de UTI cirúrgica; 10 leitos de UTI clínica; 48 de enfermarias; 4 de internação isolamento; 8 de semicrítico; 12 de preparo de recuperação pós-anestésica e 8 de observação recuperação pacientes.

De acordo com  o governo, a obra na Santa Casa de Corumbá aproveitará a antiga estrutura do prédio e envolverá a construção de novo prédio para o pronto socorro e recepção geral; a reforma e adequação das atuais instalações da maternidade para reativação do centro obstétrico; e a construção de 30 leitos de internação geral.

Já o Hospital Regional de Dourados deve ser ponto de atenção da rede de atenção às urgências e emergências, da rede de atenção às pessoas com doenças crônicas e da rede da pessoa com deficiência.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions