A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

01/09/2016 12:17

Governador quer ajuda de Temer para livrar MS de “peso” do tráfico de drogas

Aline dos Santos e Leonardo Rocha
Azambuja (centro) afirma que será mais fácil negociar com governo Temer.  (Foto: Alcides Neto)Azambuja (centro) afirma que será mais fácil negociar com governo Temer. (Foto: Alcides Neto)

À espera de uma nova página na politica nacional após o impeachment, o governador Reinado Azambuja (PSDB) afirma que vai pedir ao presidente Michel Temer (PMDB) ajuda para o sistema prisional e segurança na fronteira.

“A nossa pauta tem como prioridade a segurança na fronteira e o sistema prisional. Mato Grosso do Sul não aguenta mais ficar com todos os presos do tráfico internacional de drogas, que vêm da Bolívia e do Paraguai. Temos que arcar com os custos”, diz Azambuja.

De acordo com o governador, será agendada reunião com o Temer para tratar de pautas especificas do Estado. “Vou defender as pautas com o novo governo. Agora é definitivo e fica mais fácil negociar. Terei reunião com a futura presidente do Supremo Tribunal Federal no dia 13 e discutiremos as pautas federativas. Depois, vamos agendar reunião com o presidente”, diz Azambuja.

Com 46 unidades penais e 15.183 presos, o sistema prisional custa R$ 22 milhões por mês aos cofres públicos do Estado. Os dados foram fornecidos pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) em maio deste ano

Nesta quinta-feira (dia 1º), em Campo Grande, o governador participou dos testes clínicos da vacina contra a dengue. O procedimento foi acompanhado pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions