A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

13/02/2019 11:54

Governador vai discutir segurança e regularização fundiária com bancada federal

Reunião ocorre durante agenda de Azambuja em Brasília entre os dias 19 e 21 de fevereiro. No encontro, governador vai pedir reforço para agilizar projetos, entre eles a rota bioceânica

Izabela Sanchez e Leonardo Rocha
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante agenda na manhã desta quarta-feira (13) (Foto: Leonardo Rocha)Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante agenda na manhã desta quarta-feira (13) (Foto: Leonardo Rocha)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tem agenda “cheia” em Brasília, entre os dias 19 e 21 de fevereiro. No dia 19, o governador tem reunião marcada com a bancada federal de Mato Grosso do Sul – os 8 deputados federais e 3 senadores – ocasião em que vai discutir apoio dos parlamentares para acelerar alguns projetos do estado.

Os temas, considerados estratégicos pelo governo, abrangem segurança na fronteira, a rota bioceânica, regularização fundiária, melhorias nas estradas – que contempla parceria do governo federal para melhorar as rodovias federais que passam pelo estado – além da recuperação da malha ferroviária oeste que corta o estado.

Azambuja comentou, sobre a recuperação da malha ferroviária, que o governo federal já dialoga junto à empresa Rumo, que é composta de 4 concessões ferroviárias e administra 12 mil km de ferrovias no país. Segundo o governador, as pautas serão levadas já divididas nos ministérios responsáveis.

Fica a cargo dos parlamentares escolher quais assuntos serão abordados junto aos ministros do governo de Jair Bolsonaro (PSL). “Essas prioridades vão ajudar o estado nos próximos anos para a economia e desenvolvimento. Já tive uma ótima parceria com a bancada no primeiro mandato para obtenção de emendas e quero continuar essa parceria”, comentou.

No dia 21, a reunião é com a equipe do Ministério da Agricultura. O assunto é a regularização fundiária de assentados. O governador afirma que há, em Mato Grosso do Sul, muitos produtores sem o título da terra, que sofrem com a insegurança jurídica.

Outro ponto que será discutido durante o encontro é a recuperação das estradas, nos assentamentos, para que a produção possa ser escoada. Os assuntos já foram discutidos com a ministra Tereza Cristina (DEM) e agora o governador pretende reforçar os pedidos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions