A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/03/2009 05:06

Governo alcança maior índice de aprovação em 15 meses

Redação

Levando em conta os números, a ampliação da vantagem de André Puccinelli diante dos adversários apresentados até o momento para a eleição de 2010, não tem relação com o avanço positivo na avaliação do governo estadual, feita pelo eleitor em março.

O resultado é quase igual ao alcançado em janeiro deste ano, quando foi realizada a primeira pesquisa de 2009 pelo Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul).

No entanto, a administração de André Puccinelli alcançou o melhor patamar desde o início do monitoramento, com 66,30% de aprovação do sul-mato-grossense neste mês - 16,20% considerando ótimo e 50,10% bom. Em janeiro deste ano o índice era bem semelhante: 66,11%

Entre os entrevistados, o conceito regular cresceu de 21,89% para 23,30%. Outros 4,40% avaliaram como ruim e 6% como péssimo o trabalho realizado pelo governo estadual, somando 10,40%, em janeiro esse percentual era de 12%.

De acordo com o levantamento, o melhor resultado está no interior, onde 67,16 se dividem entre respostas de ótimo e bom, o que na Capital representa 63,3%.

Os recordes de aprovação estão em municípios próximos a Campo Grande. Em Sidrolândia, 88,57% dos entrevistados consideram a administração de Puccinelli ótima ou boa, e em Terenos foram 86,67%.

Os piores números para o governo estão em municípios onde o ex-governador Zeca do PT leva vantagem em intenção de voto, em pesquisa também realizada em março.

Em Maracaju, 21,21% dos eleitores consideram a administração ruim ou péssima. Em Itaporã, o índice sobe para 23,53%, o maior percentual negativo registrado pelo Ipems durante a pesquisa.

O Instituto mostra uma grande melhora do desempenho do governo desde a 1ª rodada, realizada em outubro de 2007, quando a aprovação era de 42,10%. Naquela época a administração era considerada ótima por 8,10% dos e boa por 34%.

Em nove pesquisas feitas desde então, os índices são crescentes, com exceção de junho de 2008, que apresentou ligeira queda de 61,80% para 59,70%. Na seqüência houve recuperação que é mantida até agora.

O Ipems ouviu 2 mil pessoas em 40 municípios do Estado, entre 13 e 20 de março. A pesquisa é feita em parceria com o Campo Grande News, rádio FM Capital e Jornal O Estado de MS. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2,19 pontos percentuais para mais ou para menos.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions