A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

20/07/2014 09:25

Justiça acata registro dos candidatos do PSTU; demais aguardam decisão

Leonardo Rocha
Candidatos do PSTU tem registros aceitos pelo TRE-MS (Foto: Divulgação)Candidatos do PSTU tem registros aceitos pelo TRE-MS (Foto: Divulgação)

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) deferiu o registro dos candidatos do PSTU, entre eles o postulante ao governo estadual, Professor Monge, os candidatos a vice-governador,Suel Ferranti, e ao Senado, Valdemir Cassimiro de Souza, além dos suplentes e as opções no legislativo estadual e federal. A justiça analisou a legenda primeiro, já que esta fez o registro (candidaturas) no dia 2 de julho, três dias antes dos demais partidos.

O Tribunal deve analisar a partir desta semana os outros partidos que estão na disputa, existe a expectativa já que o PRE (Procuradoria Regional Eleitoral) pediu a impugnação de 89 pessoas, entre eles os candidatos ao Senado, Alcides Bernal (PP) e Lucien Rezende (PSOL). O primeiro em função da perda de seu mandato, após sua cassação o início do ano, já Lucien por ausência de quitação eleitoral.

Os dois alegaram que vão recorrer da decisão e apresentar defesa, demonstrando confiança em continuar na disputa eleitoral. Entre os suplentes ao Senado, estão nesta lita Joedi Guimarães, da coligação do PT, pela ausência de desincompatibilização e Mohamad Abder Rahman Abdallah, da coligação do PSDB, em função de ausência de quitação eleitoral.

Neste levantamento também aparecem 10 partidos da coligação do senador Delcídio do Amaral (PT) por inobservância do limite mínimo de 30% da cota de candidaturas às mulheres. Marcus Garcia, da coordenação de campanha, afirmou que estes pedidos são “normais” e serão “sanáveis” e ainda adiantou que o departamento jurídico está trabalhando sobre o assunto. “ Certamente não teremos problemas com os nossos candidatos”.

Dos candidatos que foram “enquadrados” pela Procuradoria na Lei de Ficha Limpa, estão os candidatos a deputado estadual Carlos Bonelli (PT), ex-superintendente do Incra, que teve sua contas rejeitadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União), Danilo de Oliveira Luiz (PSB), ex-servidor da Funai, demitido por PAD (Processo Administrativo Disciplinar), além do ex-prefeito Alcides Bernal cassado pela Câmara Municipal de Campo Grande.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions