A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/10/2012 16:36

Justiça Eleitoral barra 13 candidaturas pela Ficha Limpa em MS

Fabiano Arruda

O TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) impugnou 13 candidaturas nas eleições municipais deste ano com base na Lei da Ficha Limpa.

Do total, cinco são candidatos a prefeito, um a vice-prefeito e sete a vereador.

Das mais de 500 candidaturas analisadas pela Justiça Eleitoral até agora, 188 se enquadram na nova legislação, que aumentou os prazos de três para oito anos as punições por inelegibilidade.

As decisões, embora apontem as candidaturas como inaptas, não impedem que os postulantes sub-judice disputem a eleição. Isso porque eles podem recorrer ao TSE e ganhar tempo. Com isso, provavelmente, só responderão aos questionamentos após as eleições.

Além da Lei da Ficha Limpa, as maiores irregularidades listadas pelo TRE para impugnação nas eleições até agora são prazo de desincompatibilização e filiações.

Veja a lista de candidaturas impugnadas pelo TRE/MS até agora:

Antônio Lisboa de Souza Junior (Vereador/PT-Selvíria); Ataíde Pereira da Silva (Vereador/PT-Selvíria); Djalma Lucas Furquim (Prefeito/PDT-Aparecida do Taboado); Geraldo Alves Marques (Prefeito/PDT-Bonito); Heliomar Klabunde (Vice-Prefeito/PSDB-Paranhos); Irimar Carvalho Costa (Prefeito/PR-Aral Moreira); Jair Boni Cogo (Prefeito/PSDB-Cassilândia); João Martins Coelho (Vereador/PP-Costa Rica); Lídio Ledesma (Prefeito/PDT-Iguatemi); Marcos Antônio Volpato (Vereador/PP-Naviraí); Paulo Joel de Rezende (Vereador/PR-Bonito); Robson Leiria Martins (Vereador/PTB-Campo Grande); Vagner Cirilo Piantoni (Vereador/PT-Ponta Porã).

Procuradoria impugna 188 registros de candidaturas pela Ficha Limpa
Dos 505 parecerem emitidos pela PRE/MS (Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso do Sul) sobre registros de candidaturas neste ano, mais de 30%...
Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


O TRE é muito lento, com relação a cassação dos direitos dos candidatos a eleição ou reeleição. Quando o candidato é envolvido em algum caso de corrupção ou outro problema qualquer deveria ser cassado, haja visto que tem testemunhas oculares para o fato.
 
mauro lucio abdala em 02/10/2012 19:35:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions