A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/04/2012 08:59

Entre Governo e Prefeitura, 11 ocupantes de cargos disputam eleição

Fabiano Arruda e Wendell Reis
Edil Albuquerque, um dos integrantes do alto escalão da Prefeitura que deixou cargos. Ele disputa vaga na Câmara Municipal. (Foto: Marlon Ganassin)Edil Albuquerque, um dos integrantes do alto escalão da Prefeitura que deixou cargos. Ele disputa vaga na Câmara Municipal. (Foto: Marlon Ganassin)

Perto das convenções partidárias, pelo menos 11 aliados que ocupam cargos da Prefeitura de Campo Grande e Governo do Estado devem concorrer às eleições municipais neste ano.

De cargos ligados ao Governo do Estado, Roberto Hashioka, Waldemir Poppi, Carla Stephanini, Lamartine Ribeiro, além dos ex-prefeitos de Ribas do Rio Pardo e São Gabriel do Oeste, José Domingos Ramos (Zé Cabelo) e Adão Rolim, respectivamente, devem ser candidatos.

Pela Prefeitura, Adilson Rodrigues, Djalma Blans, Luiza Ribeiro, ex-diretora da Funsat (Fundação Social do Trabalho), Roberto Figueiredo, ex-presidente da Fundação Municipal de Cultura, e Edil Albuquerque, que deixou nesta quarta-feira a vice-prefeitura de Campo Grande, devem concorrer à Câmara Municipal.

Já o ex-deputado estadual Youssif Domingos garantiu que não será candidato neste ano. Ele afirma que pretende voltar a ser deputado na eleição à Assembleia Legislativa em 2014.

Titulares de cargos indicados pelo PSDB e PPS foram desligados da Prefeitura da Capital no último domingo, pois os líderes de seus partidos, Reinaldo Azambuja (PSDB) e Athayde Nery (PPS), vão concorrer com o pré-candidato do PMDB à prefeitura da Capital.

Nos cargos ocupados pelos aliados na administração estadual, o governador André Puccinelli (PMDB) chegou a sinalizar que faria demissões, no entanto, recuou da decisão.

Reunião confirma saída de secretários do PSDB da administração da Capital
Carlos Alberto de Assis e María Cecília podem ser exonerados já nessa segunda-feira Aconteceu nesta noite a reunião entre o presidente da Fundação M...
Puccinelli desiste de demitir indicados por aliados no Governo do Estado
O governador André Puccinelli (PMDB) declarou na manhã desta quinta-feira (22) que não deve demitir os indicados pelo PPS e PSDB a cargos no Governo ...


Concordo plenamente com o Valdir Villa Nova. Deputados, Senadores e Vereadores poderiam ser reeleitos somente uma vez mais mesmo, não podendo ter 3 mandatos consecutivos.
 
Claudiney Carvalho em 07/04/2012 12:56:16
Os políticos querem transformar o poder em emprego estável, não querem largar a teta, querem se aposentar no poder. A legislação eleitoral precisa ser mudada, e permitir uma única reeleição para Vereadores, Deputados, e Senadores, assim como acontece com os Prefeitos e Presidente da República.Temos que dar chances aos novatos, temos que renovar para tentar consertar muita coisa que está errada.
 
VALDIR VILLA NOVA em 04/04/2012 10:22:29
Essa galera aí tem a certeza de voltar aos cargos políticos, pois nós, os eleitores temos memória fraca, no dia da eleição nos invade um sentimento de ego de quem vai ganhar, esquecemos do principal que é o bem da cidade. Qualquer um de nós por onde passamos vemos problemas e mesmo assim votamos nos mesmos políticos, nos mesmos que a mais de 20 anos prometem e não cumprem.
Vamos acordar agora!!
 
Ana Lúcia em 04/04/2012 09:31:33
TODOS OS COMENTARIOS SÃO VERDADEIROS, PRECISAMOS E SER INTELIGENTE O SUFICIENTE E VOTAR EM GENTE NOVA, ACORDA BRASIL NÃO VE QUE SO QUEM TA FICANDO RICOS, MILHONARIOS SÃO OS POLITICOS QUE AI ESTÃO E EM SEGUIDA DEIXANDO OS FILHOS NO LUGAR E NETOS E SOBRINHOS SO OS FAMILHARES, MUDEM ESSA REALIDADE ELEJAM GENTE NOVA OPORTUNIDADE PARA OUTROS.
 
RITA ROCHA em 04/04/2012 02:15:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions