A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/08/2014 12:37

Morte de Campos cria vazio no partido, avalia Zauith

Kleber Clajus

O presidente regional do PSB, Murillo Zauith, lamentou a morte do presidenciável Eduardo Campos ao considerar que sua ausência “vai criar um vazio muito grande no partido”. O candidato foi vítima de acidente aéreo, na manhã desta quarta-feira (13), em Santos (SP).

“Muda tudo e não terá ninguém para representar o partido. Está todo mundo desnorteado, pois a pancada foi dura”, comentou Zauith, que acompanha o caso por assessores do PSB nacional.

Para o presidente regional da sigla, Campos será lembrado por suas propostas e trajetória “de como se faz política”. Ele ressaltou ainda que se perde “referência de nova política para o país”.

Queda de avião – Campos teve morte confirmada pela FAB (Força Aérea Brasileira), quando se deslocava para uma agenda em São Paulo. A aeronave havia partido do Rio de Janeiro e caiu na área urbana de Santos (SP). Sete pessoas estavam a bordo da aeronave que caiu, por volta das 9h50.

O candidato tinha 49 anos e cinco filhos. Sua morte coincide com a do avô, Miguel Arraes, que ocupou o governo de Pernambuco por três vezes e faleceu em 13 de agosto de 2005.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions