ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 29º

Política

MS duplica produção de grãos em três anos, mas ainda busca rota asiática

Por Zemil Rocha | 16/11/2013 08:16
No Estado, a produção de grãos tem crescimento muito nos últimos anos (Foto: arquivo)
No Estado, a produção de grãos tem crescimento muito nos últimos anos (Foto: arquivo)

O secretário estadual de Obras, Edson Giroto, destacou, durante entrevista ao Campo Grande News, a importância de Mato Grosso do Sul ter à disposição uma rota para exportação para o mercado asiático, devido à sua crescente capacidade de consumo. “Quero ajudar Mato Grosso do Sul a chegar à Ásia com mais competitividade”, afirmou.

Segundo ele, a definição e efetivação dessa rota em direção à Àsia é fundamental o futuro das exportações de Mato Grosso do Sul, um estado pujante na produção agropecuária e mais recentemente industrial. “No ano que vem teremos mais de 15 milhões de toneladas de grãos. Há três anos eram 8 milhões de toneladas”, disse.

E diferentemente de outros estados da região Centro-Oeste, aponta Giroto, Mato Grosso do Sul tem “a vantagem de produzir, além de grãos e bois, minério de ferro, celulose, borracha e outros produtos. “Além de nossa grande vocação para o turismo”, enalteceu o secretário. “Nos outros estados do Centro-Oeste é só monocultura”, comparou Giroto.

As alternativas de rota para o mercado asiático, conforme o secretário, são a ligação ferroviária, via ramal, até o proto de Paranaguá e as possibilidades de corredor bioceânico até o Chile ou via Concepcion, no Paraguai, até a Bacia do Prata. “Isso vai encurtar distâncias, reduzir o custo do transporte e dar mais competitividades aos nossos produtos”, destacou.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário