A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/07/2013 19:26

MS terá 70% mais estradas em 8 anos e 80% das rodovias recuperadas

Zemil Rocha
Giroto explica no mapa cortes rodoviários que estão integrando e desenvolvendo MS (Foto: Cleber Gellio)Giroto explica no mapa cortes rodoviários que estão integrando e desenvolvendo MS (Foto: Cleber Gellio)
Mapa rodoviário de MS elaborado com base nos investimentos do BNDESMapa rodoviário de MS elaborado com base nos investimentos do BNDES

Quando o governador André Puccinelli (PMDB) encerrar o seu segundo mandato no final de 2014, Mato Grosso do Sul terá incorporado 70% mais estradas pavimentadas à malha rodoviária estadual do que havia quando seu antecessor, Zeca do PT, deixou ao finalizar seus oito anos de gestão. Considerando os mesmos parâmetros temporais comparativos, o peemedebista terá recuperado 80% das rodovias do Estado.

O volume total de investimentos em rodovias terá atingido, ao final do segundo governo de André, R$ 3 bilhões. “No primeiro governo o investimento chegou a R$ 1,2 bilhão e neste segundo atingirá R$ 1,8 bilhão”, afirmou o secretário estadual de Obras, Edson Giroto. “Hoje, proporcionalmente à arrecadação de impostos, Mato Grosso do Sul é o Estado que mais investe em rodovias”, acrescentou.

Edson Giroto prepara agora o lançamento de um pacote de R$ 1,8 bilhão, a ser feito provavelmente em agosto, dentro do programa “MS Forte”. O secretário explica: “O valor é a soma de R$ 1,2 bilhão, mais a contrapartida do Estado e o valor da pavimentação da BR-419, que liga Rio Verde a Aquidauana”. Cerca de 40% do dinheiro, R$ 733,5 milhões , foi assegurado nesta semana com a assinatura de contratos em Brasília.

O novo pacote de obras, com maior volume destinado ao setor de transporte, prevê o asfaltamento de mais 1.000 quilômetros de rodovias e a recuperação de 3.300 quilômetros de asfalto antigo.Dentro do programa está a duplicação das BRs 163, 262 e 267, além da implantação da ferrovia que irá ligar o Estado aos portos do sul do País. Com o asfaltamento de mais 1.000 km, o Estado terá completado a pavimentação de 2 mil km na gestão Puccinelli, totalizando 5.300 km de asfalto. A implantação das rodovias, conforme Giroto, consumirá a maior parcela dos recursos, R$ 1,2 bilhão, enquanto a recuperação de dez rodovias demandará investimento de R$ 600 milhões.

Segundo Giroto, em 2006, ano em que André foi eleito para o primeiro mandato de governador, encontrou 3,3 mil Km de estradas federais pavimentadas e, coincidentemente, outros 3,3 mil Km de estradas estaduais asfaltadas.”Até o final do segundo governo, teremos 70% mais estradas novas, o que significa 2 mil Km de rodovias pavimentadas, e vamos recuperar 3,3 mil Km de estradas do Estado que estavam em situação precária, o que representa 80%, e vão ficar em situação boa ou ótima”, garantiu.

Mapa do desenvolvimento - Usando um mapa rodoviário do Estado, numa das paredes de seu gabinete, Giroto detalhou ao Campo Grande News as obras que já foram e serão executadas até o final do governo de Puccinelli, destacando o fato das interligações rodoviárias já terem propiciado o desenvolvimento de várias regiões e a incorporação de novas atividades econômicas.

Citou como exemplo a região Norte do Estado, que não tinha nada entre Alcinópolis, Figueirão, Costa Rica, onde dois milhões de hectares estavam praticamente abandonados e hoje vive intenso desenvolvimento em razão da infraestrutura implantada. "E agora vai abrir em regiões como Juti e Iguatemi no Sul do Estado e no Centro-Leste, por exemplo, com a MS-040”, disse.

Destacou ainda o avanço a ser proporcionado com a implantação de rodovia entre Cassilândia e Inocência. "Abrimos o poló da seringa e haverá um grande desenvolvimento", apontou o secretário. Exemplificou ainda com a ligação Três Lagoas a Inocência: "Fomentamos o desenvolvimento da borracha e de florestas de eucalipto", observou Giroto, salientando o desenvolvimento industrial que tem sido agregado. 

Obras já começaram – Embora o lançamento oficial do pacote de obras esteja por acontecer, Giroto informa que as pavimentações e recuperações integrantes do plano já estão em execução. “O lançamento é com o governador e o pessoal da agenda, que está preparando, mas eu já estou começando a execução de todas as obras”, declarou.

Já estão em obras, de acordo com o secretário, as rodovias MS-112, que liga Inocência a Cassilândia; a MS-040, que une Santa Rita do Pardo a Campo Grande; a MS-162, de Dois Irmãos do Buriti a Quebra Coco (Sidrolândia); a MS-274, ligando Deodápolis a Porto Vilma, no mesmo município; e a MS-430, que une São Gabriel a Rio Negro, entre outras.

Ao sul e a leste do Estado, a maior parte das obras são restaurações de pavimento. As outras regiões serão beneficiadas com asfaltamento de rodovias. Entre os maiores municípios contemplados com o pacote de obras estão Campo Grande, Dourados e Três Lagoas. Entre os menores, Juti, Figueirão e Paraíso das Águas, o 79º município de Mato Grosso do Sul, criado no ano passado.

Giroto ressalta que os benefícios abrangem ligações rodoviárias mais rápidas, encurtamento de trajetos, melhoria no sistema de escoamento da produção, fomento ao desenvolvimento regional e geração de impostos para os municípios. Nos cálculos do secretário, o pacote de obras de R$ 1,8 bilhão do “MS Forte” vai propiciar aos cerca de 25 a 30 municípios, por onde passarão as obras de asfaltamento e recuperação de rodovias, receita de R$ 36 milhões de ISS (Imposto Sobre Serviços), considerando a alíquota de 2%.

Ainda estão por ser lançadas, porém, obras que dependem da liberação do empréstimo do BNDES, como a construção da unidade UEMS em Campo Grande, a ampliação da unidade de Dourados e obra do Hospital Regional de Três Lagoas.

 



gostaria de saber se a rodovia de chapadão até alto taquari está asfaltada.
 
ramon maganha em 21/10/2013 20:37:34
o asfalto do capão seco será que sai dessa vez?
 
vaiqui pereira em 11/10/2013 20:17:47
Sem comentários... asfalto casquinha e contratos milionários para empresas já conhecidas de todos. Inclusive da PF.
 
Olavo Nunes em 14/07/2013 22:41:42
Que Governo Federal nada, Vicentini, se ela está ajudando, não passa da obrigação...a grana é nossa bicho, e não dela...ocorre que o André tem competência e sempre tocou obras, independente de quem seja o presidente. Se vc quer puxar saco do PT vai baixar noutro terreiro bicho. Ah, PT nunca mais viu, nem aqui e nem lá.
 
luiz carlos em 14/07/2013 21:06:21
É o resultado de um bom relacionamento com a presidente Dilma, que tem liberado muitos recursos ao MS, não só para as estradas, mas para a saúde, educação, reformas de escolas, compra de material e computadores, construção de casas e muito mais. Prova que uma boa relação com o governo federal dá resultado!
 
Marcos Vicentini em 14/07/2013 12:54:14
Analisem a possibilidade do asfaltamento da ms-355 Terenos/Dois irmãos do Buriti.
faltam menos de 40 km. Economizaria percurso pela BR que vai a Aquidauana em mais de 50 KM.
 
claudemir m caldeira em 14/07/2013 07:23:17
Até que enfim, MS-274 (Deodápolis-Porto Vilma) em obras né... Muito Obrigado, Giroto... Porto Vilma agradece, pois há muuuuuuuitos anos aguarda por esta boa nova!!!
 
GILSON DE OLIVEIRA CANO em 13/07/2013 23:24:49
Inicialmente as obras dita pelo secretário nas BR 163, 262 e 267 não fazem parte desses investimentos estaduais. Ditas rodovias são federais, e estão em processo de licitação para sua privatização. Que tal um pouco mais de transparência senhor Secretário e parar de incluir investimento federais como se fossem estaduais. Outro detalhe que gostaria de saber, pelo qual motivo as recuperações de rodovias foram feitas, em sua maioria, em locais que possuem uma usina de álcool instalada ou instalando, enquanto outras como a que corta a Eldorado a Amambaí; Amambaí a Caarapó; e Anaurilandia a Bataguassu estão abandonadas e esquecidas (nessas localidades inexistem Usinas canavieiras). Estranho ou uma incrível coincidência?
 
Renato de Oliveira em 13/07/2013 20:52:44
Nosso Estado é uma vergonha, pagamos o km de asfalto mais caro que no Estado de São Paulo, e com qualidade bem inferior. As recuperações de rodovias são de péssima qualidade, não duram nada, são tão ruins q precisam de manutenção constantes.
 
Eder Gonçalves em 13/07/2013 17:09:51
Tenho uma raiva destes eleitores de Campo Grande, que tinha o candidato mais preparado para ser prefeito de Campo Grande e elegeu um despreparado administrativamente, péssimo politico e destemperado emocionalmente. Campo Grande não merecia um prefeito tão medíocre como este precário prefeito.

Quatros anos perdido em nossa cidade, mas o povo queria mudança... a mudança chegou, Chupa esta manga eleitores que votaram no bernal, mas eu não tenho nada haver com isso e sofro do mesmo jeito.
 
thadeu cesar benites em 13/07/2013 15:24:28
Se Campo Grande perdeu a chance de ter um grande prefeito, o estado ganhou um grande e competente Governador, com a mesma linha de arrojo e trabalho dinâmico do André SOU GIROTO prá Governador. Ps não sou funcionário público nem tenho nenhum vinculo com o Governo do Estado, apenas vejo que pode ficar melhor com o Giroto Governador
 
Geraldo Pereira em 13/07/2013 14:50:27
O meu caro Giroto. por favor, reabra a estrada da divisa entre os municípios de fama do sul, vicentina e gloria de dourados... está abandonada.... os prefeitos das três cidades não em vergonha. com eles não adianta.. a estrada liga o asfalto de Lagoa bonita ao barreirão... o André conhece bem ali... ele deve muito àquele povo... tem que retribuir pelo menos um pouco.
Vamos confiar em vc giroto...
 
Edosn pereira de castro em 13/07/2013 12:16:05
Aí está o Prefeito que Campo Grande perdeu. Felizmente não o perdemos de todo, graças á visão e á extraordinária capacidade administrativa do Governador do Estado que pode não agradar a alguns, mas sabe o que fazer para desenvolver nosso Mato Grosso do Sul.
"A CARAVANA CONTINUA PASSANDO"
 
Alicio Mendes em 13/07/2013 11:32:38
Mas, com AQUELA qualidade?
 
CLAUDIO MOREIRA em 13/07/2013 11:23:39
SE O GIROTO FOSSE ELEITO O NOSSO PREFEITO CAMPO GRANDE NÃO ESTARIA ESTE CAOS , QUE ESTA SENDO. MAIS O POVÃO BOBÃO PEDIU AI ESTA A RESPOSTA
 
ely monteiro em 13/07/2013 10:13:20
As péssimas rodovias estaduais que ligam o importante eixo de escoamento da produção agropecuária, entre os municípios de Eldorado a Amambai estão esquecidas, em estado de conservação deplorável há muitos anos, só com fajutas operações para tampar os buracos, repletas de remendos e ondulações. Muita gente já morreu transitando neste trecho e nunca se resolve esta situação ! Até quando a população desta região vai ter de aguentar ???
 
Vander Fraga em 13/07/2013 10:12:39
A estrada de Anhandui/Capão Seco/Sidrolandia esta esquecida a muito tempo!!!Tem que sair o asfalto urgente para ver se anima abrir alguma usina de alcool na região!!!
 
Luis Azevedo em 13/07/2013 09:53:54
Só faltou citar a recuperação da ex rodovia, MS 395, trecho Brasilandia Bataguassu que se perdeu em buracos ao longo dos anos e deixou de ser calamidade para virar Caos e vice e versa, é assim mesmo aqui de Brasilandia só ficamos vendo e ouvindo investimentos em Tres Lagoas, no Norte do Estado e em outras regioes.até se esqueceram que a MS 040 nasce em Brasilandia e não tera o trecho ate Santa Rita Asfaltado, o porque só o Parque dos Poderes sabe.
 
gilberto da silva em 13/07/2013 09:52:38
Senhor. Sec. Edson Giroto este vereador PELE DO SAAE. PRP. Apresenta para que possamos fazer gestão para colocar o município de JARAGUARI MS na programação. Ficam aqui umas sugestões, ’ assentamento vale do jatobá que passa na fazenda alvorada. Furnas dos Dionísio. Assentamento Estrela. Córrego botas. Etc.
 
idemar jonas de oliveira em 13/07/2013 09:50:11
Senhor. Sec. Edson Giroto este vereador PELE DO SAAE. PRP. Apresenta para que possamos fazer gestão para colocar o município de JARAGUARI MS na programação. Ficam aqui umas sugestões, ’ assentamento vale do jatobá que passa na fazenda alvorada. Furnas dos Dionísio. Assentamento Estrela. Córrego botas. Etc.
 
Idemar Jonas de oliveira em 13/07/2013 09:49:18
Agradeço ao Giroto e outros membros do governo do Estado por terem comprado propiedades na regiao da minha cidade Rio Negro, junto c eles vieram o asfalto ,estradas boas ,pontes de concreto e agora o asfalto de São Gabriel uma estrada de muito fluxo de veiculos.
 
Marcos Silva em 12/07/2013 21:00:09
Mais que obrigações de todos os políticos, pois são pagos para fazer melhoria para população nada de mérito para um outro... eles tem que mostrar serviço!
 
cleyton mendes colim em 12/07/2013 19:44:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions