A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

14/12/2018 22:00

Nelsinho quebra protocolo, dá conselhos a Soraya e fala de reformas

Além do ex-prefeito de Campo Grande, Soraya Thronicke (PSL) também recebeu diploma de senadora

Anahi Zurutuza e Marta Ferreira
Nelsinho Trad durante discurso (Foto: Paulo Francis)Nelsinho Trad durante discurso (Foto: Paulo Francis)

Representando a nova bancada de Mato Grosso do Sul no Senado, Nelsinho Trad (PTB) fez discurso de quase 20 minutos e quebrou o protocolo durante a cerimônia de diplomação na noite desta sexta-feira (24). O senador diplomado pautou a fala também pela importância das reformas previstas para serem votadas no Congresso Nacional nos próximos anos.

Nelsinho abriu o discurso elogiando TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) na condução do processo eleitoral e cumprimentou o governador reeleito Reinaldo Azambuja (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Junior Mochi (MDB), o presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), desembargador Divoncir Schereiner Maran, dentre outras autoridades que compunha a mesa.

Em seguida, Nelsinho homenageou as colegas de bancada, a senadora eleita Soraya Thronick (PSL) e a senadora Simone Tebet (MDB), que começa em 2019 a segunda fase do seu mandato de 8 anos.

Ele citou o ditado “bendito é o fruto entre as mulheres” e disse que a eleição de mais uma mulher pelo Estado é sinal “não só expressa de equilíbrio, mas de maturação política”.

Nelsinho usou boa parte do discurso para falar das reformas que classificou como necessárias. “O povo está com esperança, e a esperança tem pressa, ninguém em sã consciência nega a urgência de reformas encalhadas”.

Para ele, a reforma política é a mais urgente. “É a mãe de todas as reformas, pelo seu caráter de repercussão em toda a vida. Nós devemos começar a dar o exemplo. A cláusula barreira [dispositivo que restringe ou impede a atuação parlamentar de um partido que não alcança um percentual de votos] e o financiamento público de campanha são apenas capítulos de algo mais amplo contra vícios e privilégios”.

O senador diplomado também falou da reforma tributária, que para ele tem importância humana, uma vez que reduziria os “índices brutais de desempregos”.

“A reforma da Previdência é outra pauta urgente, com isso todos nós concordamos, desde que não tenhamos que abrir mão de nada, e assim vamos pondo risco as aposentadorias de filhos e netos, ou até de nos mesmos”, continuou

Nelsinho sobre as PEC (Propostas de Emenda Constitucionais) que tramitam no Congresso Nacional.
Ele defendeu direitos intocáveis dos trabalhadores, embora acredita que o aumento da expectativa de vida faça com que a Previdência Social necessita de “nova formulação”.

Conselho – O senador deu conselhos à colega Soraya Thronicke. “Caríssima colega chegaremos à Câmara Alta em movimento muito deliciado, quando aos naturais desafios de um governo federal de mudanças, cobram mais agilidade pelas reformas. Mas, urgência política não pode ser confundida com emergência e atropelo. O Senado deve ter ponderação e equilibro”, afirmou.

Protocolo – Nelsinho quebrou o protocolo de discurso formal ao homenagear a família, fazer declaração à esposa Keila Soares Trad, chamar a filha para o palco e levar bunner com a reprodução da última entrevista do pai falecido, o ex-deputado Nelson Trad, dizendo que sonhou em ser senador.

Arte: Ricardo GaelArte: Ricardo Gael


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions