ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 22º

Política

Para Puccinelli, fim do conflito fundiário em MS custa até R$ 1 bilhão

Por Aline dos Santos e Leonardo Rocha | 26/11/2013 11:48
Governador diz que começou a ter esperança. (Foto: Marcos Ermínio)
Governador diz que começou a ter esperança. (Foto: Marcos Ermínio)

A paz no campo em Mato Grosso do Sul custa de R$ 500 milhões a R$ 1 bilhão. A projeção sobre o valor das indenizações é do governador André Puccinelli (PMDB). Nesta terça-feira, ele afirmou que ainda aposta na União para resolver a questão fundiária.

“Comecei a ter esperança com o governo federal depois dessa última reunião em Brasília. A União entendeu que não é culpa dos índios ou produtores”, disse. A reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi na semana passada.

O governador defendeu Leilão da Resistência, organizados pelos fazendeiros em busca de recursos para garantir a posse das terras. “O leilão é um direito democrático dos produtores, não tem nada de milícia, tem a ver com a falta de segurança, principalmente com aqueles que infringem o limite estabelecido”, salientou.

Desde maio, quando a reintegração de posse da fazenda Buriti, em Sidrolândia, resultou na morte do terena Oziel Gabriel, o ministro da Justiça e integrantes do primeiro escalão do governo federal protagonizaram diversas reuniões sobre o conflito. No entanto, depois de diversas propostas, não há plano concreto de solução.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário