A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/10/2013 13:07

Pedra critica Edil por falar sobre Comissão Processante

Kleber Clajus
Pedetista chamou atenção de presidente da Comissão Processante, para que este haja com postura de juiz (Foto: Marcos Ermínio)Pedetista chamou atenção de presidente da Comissão Processante, para que este haja com postura de juiz (Foto: Marcos Ermínio)

O vereador Paulo Pedra (PDT) criticou, nesta quarta-feira (16), o presidente da Comissão Processante, Edil Albuquerque (PMDB), por conceder entrevistas sobre os trabalhos que podem levar a cassação do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

“É a mesma coisa que magistrado, não pode dar entrevistas. Ele tem que trabalhar na Comissão Processante. Pode dar entrevista de outras coisas”, pontua Pedra que se declara “legalista” em suas ações, tendo por base o que preconiza a legislação.

O pedetista votou favorável a Comissão Processante ontem (15), mas é contrário a escolhas dos membros, definida pelo critério de proporcionalidade. Neste caso, ele aponta que os vereadores deveriam ter feito alterações no regimento para regulamentar a decisão.

Sobre o questionamento sobre o voto do presidente da Casa de Leis, Mario Cesar (PMDB), acredita não haver problemas, uma vez que este não foi decisivo para a abertura do processo. Por outro lado, assegura que “o culpado é o Bernal que não constituiu maioria na Câmara”.

Pedra sempre defendeu uma postura “republicana”, o que significa compartilhamento do poder com o aval dos partidos políticos.

Ainda segundo o vereador, o erro maior não esteve pautado apenas na ausência de diálogo, mas na “agressão do Bernal à Câmara”.

“Ele agride o Poder e isso não se faz no regime democrático. Quando quiser criticar o vereador, tem o líder dele”, recomenda.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions