A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/09/2016 06:02

Pesquisa Tendência/Campo Grande News aponta 2º turno na Capital

Waldemar Gonçalves
Candidato do PSD, Marquinhos Trad, que lidera pesquisa de intenções de votos feita a pedido do Campo Grande News (Foto: Fernando Antunes)Candidato do PSD, Marquinhos Trad, que lidera pesquisa de intenções de votos feita a pedido do Campo Grande News (Foto: Fernando Antunes)
Candidata do PSDB, Rose Modesto, que disputará o segundo turno, conforme o levantamento da Tendência (Foto: Fernando Antunes)Candidata do PSDB, Rose Modesto, que disputará o segundo turno, conforme o levantamento da Tendência (Foto: Fernando Antunes)

A eleição em Campo Grande será decidida no segundo turno. Pesquisa da Tendência, encomendada pelo Campo Grande News, revela vantagem do candidato do PSD, Marquinhos Trad. Rose Modesto, do PSDB, vem em segundo lugar, seguida de longe pelo atual prefeito e candidato à reeleição, Alcides Bernal (PP).

De acordo com os números da consulta estimulada, extraídos de entrevistas com 1.005 eleitores, Marquinhos Trad lidera a corrida eleitoral com 32% das intenções de voto. A candidata tucana, Rose Modesto, é a segunda, com 21,5%. O terceiro é Alcides Bernal, que somou 13,4%.

O destaque na pesquisa da Tendência/Campo Grande News é o alto número de eleitores que ainda não sabem em que votar ou dizem que vão anular o voto. Considerando a consulta estimulada, ou seja, quando é colocada ao entrevistado a relação de candidatos, este total chega a 25,2%.

Votos válidos – O cenário de segundo turno se configura considerando os votos válidos, ou seja, excluindo indecisos e nulos na consulta estimulada. Neste caso, o percentual medido pela pesquisa Tendência/Campo Grande News para Marquinhos Trad é de 42,8%, com Rose Modesto somando 28,7% e Bernal, 17,9%.

Pesquisa Tendência/Campo Grande News aponta 2º turno na Capital

Espontânea – Nas respostas espontâneas, quando é perguntado em quem a pessoa pretende votar para prefeito de Campo Grande nas eleições de outubro, sem a apresentação da relação dos candidatos, o número de indecisos sobe, chegando a 42,2%.

Neste cenário, o desempenho de Rose Modesto é melhor. Ela tem 17,1%, enquanto seu adversário principal, Marquinhos Trad, é apontado por 26,5% dos entrevistados como o candidato da preferência. Bernal soma 10%.

Demais candidatos – Dos 15 candidatos a prefeito de Campo Grande, além dos três já citados, outros dez pontuaram. O quarto colocado na estimulada é o deputado estadual Coronel David. O representante do PSC soma 2,3%.

David é seguido de Marcelo Bluma (PV), com 1,5%, e Alex do PT, que atinge 1,2%. Depois disto, os demais citados ficam abaixo de 1%.

Neste patamar estão Pedrossian Filho (PMB), com 0,8%, Aroldo Figueiró (PTN), 0,6%, Athayde Nery (PPS), somando 0,5%, Adalton Garcia (PRTB), 0,3%, Rosana Santos (PSOL), 0,4%, Suél Ferranti (PSTU), 0,2%, e Lauro Davi (PROS), com menos de 0,2%. Os candidatos José Arce (PCO) e Elizeu Amarilha (PSDC) não pontuaram.

Quem foi ouvido – O universo considerado nesta pesquisa é composto por eleitores residentes na zona urbana de Campo Grande, com idade a partir de 16 anos. A amostragem utilizou-se de três fases de sorteio, abrangendo as sete regiões urbanas da cidade, para o trabalho de campo, tendo como base dados do Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Do total de entrevistados, 46,6% são homens e 53,4% mulheres. Em relação ao nível de escolaridade, 13,2% dos ouvidos informaram ter nível superior, 38,2% ensino médio e 48,6% o fundamental.

Ainda sobre o perfil dos entrevistados, 24,8% informaram renda de até um salário mínimo, 36,2 entre 1 a 2 salários mínimos, 17,2% entre 2 e 3, 7,8% de 3 a 5 e 12,5% declararam ganhar mais de 5 salários mínimos, além de 1,5% que não quiseram responder a este quesito.

Por fim, houve distribuição da seguinte forma em relação à faixa etária dos entrevistados: 15,5% com idade entre 16 e 24 anos, 22,7% de 25 a 34 anos, 21,9% de 35 a 44 anos, 24,5% de 45 a 59 anos e 15,4% com 60 anos ou mais.

A pesquisa – A pesquisa ouviu 1.005 pessoas entre os dias 23 e 27 de setembro. A margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um intervalo de confiança de 95%.

O levantamento está registrado no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) sob protocolo número MS-06768/2016.

Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


Está realmente muito difícil escolher um candidato, as opções só nos dão os piores. E, infelizmente ainda existem muitos que já venderam seus votos por necessidades ou por ignorância. Afinal, ainda estão na dependência financeira dos atuais coronéis.
 
Sebastiao Ferreira Mattje em 28/09/2016 12:07:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions