ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 30º

Política

PR ensaia trocar MDB para apoiar candidatura de Odilon

Possibilidade de nova coligação é discutida por representantes dos dois partidos

Aline dos Santos | 14/08/2018 12:14
Segundo Cícero de Souza, "não há nada oficial, nada definido". (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)
Segundo Cícero de Souza, "não há nada oficial, nada definido". (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

O PR (Partido da República) pode migrar da chapa com o MDB para a do PDT, liderada pelo juiz Odilon de Oliveira, candidato ao governo de Mato Grosso do Sul. Na manhã desta terça-feira (dia 14), representantes de ambos os lados evitam bater o martelo, mas como o prazo para registro das candidaturas termina amanhã, o destino do PR deve ser anunciado nas próximas horas.

Presidente regional do PR, Cícero de Souza afirmou à reportagem que o cenário é indefinido. “Não tem nada oficial, nada definido. Todo partido pode ter uma ação, mediante esse quadro o diretório decide”, afirma.

O jogo para o PR mudou no último domingo (dia 12), quando a senadora Simone Tebet anunciou a desistência de ser a candidata ao governo do MDB. A sua candidatura era um pedido pessoal do ex-governador André Puccinelli (MDB), que tentaria o terceiro mandato, mas foi preso em 20 de julho pela PF (Polícia Federal).

Conforme apurado pela reportagem, a “chapinha” do PR, articulada pelo ex-governador, ruiu com a mudança de planos da então candidata. O Partido da República trocou de mãos em Mato Grosso do Sul neste ano eleitoral.

Em abril, o Campo Grande News, divulgou que o epicentro da reviravolta nos planos do PR foi o apoio do comando nacional à pré-candidatura de Edson Giroto a deputado federal, encampando o projeto eleitoral de Puccinelli. Atualmente, ambos dividem cela no Centro de Triagem.

Portas abertas – No PDT, conforme apurado pela reportagem, as portas estão abertas para o PR, mas a parceria depende do aval do setor jurídico, pois o Partido da República já registrou ata da convenção, realizada em 4 de agosto, aprovando a coligação com o MDB. Na ocasião, o PR informou que lançaria lançaria oito candidatos: três para deputado federal e cinco para deputado estadual.

Nos siga no Google Notícias