A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/05/2013 11:59

Prefeito pede que Santa Casa também seja investigada

Francisco Júnior e Aline dos Santos
Bernal durante coletiva com o ministro da saúde, Alexandre Padilha. (Foto: Marcos Ermínio)Bernal durante coletiva com o ministro da saúde, Alexandre Padilha. (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), quer que a Santa Casa, assim como o Hospítal do Câncer e o HU (Hospital Universitário), também seja submetida a uma auditória do Ministério da Sáude.

Ele apresentou o pedido ao ministro da saúde, Alexandre Padilha, que esteve na Capital para iniciar a força-terefa nas duas unidades hospitares, depois que o programa Fantástico, da Rede Globo, vinculou uma reportagem com interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal durante a operação Sangue Frio, que descobriu um esquema de corrupção no Hospítal do Câncer e no HU. 

Para o prefeito, o valor da dívida da Santa Casa já é um motivo para ser iniciada a investigação. De acordo com ele, a dívida que era de R$ 30 milhões, agora já chega a cerca de R$ 90 milhões. “ É preciso que se faça uma auditoria, o município não pode arcar com essa dívida”, disse.

O presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Telesco, que vai assumir a administração do hospital no próximo dia 17, estima que a dívida da Santa Casa possa chegar a R$ 160 milhões. Segundo ele, os valores não estão atualizados.

Bernal informou que ligou hoje (7) para o presidente da Câmara de Vereados de Campo Grande, Mário Cesar (PMDB), com intuito de que ele articule com os demais parlamentares a criação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquerito) da SaúdeDe acordo ele, por duas vezes, tentou que a comissão fosse criada, mas não obteve êxito. 

Ele afirma que vai exigir transparência dos recursos municipais repassos aos hospitais via SUS (Sistema Único de Saúde) e ainda prestação de contas. Conforme o prefeito, os dados das prestações feitas nos últimos anos não estão completos. “ Bernal afirma que quer “pró-forma” (formalidade) por parte dos gestores dos hospitais com relação a administração das das unidade hospitalares vinculadas ao município.

 



VAMOS TAMBÉM INVERSTIGAR AS FINANÇAS DO PREFEITO DE CAMPO GRANDE AS CONTAS BANCARIAS, O SUPER APT. CARO PRA CARAMBA!
 
ELY MONTEIRO em 08/05/2013 10:26:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions