A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

26/04/2014 13:30

PSDB ainda sonha com o PT e vai esperar até o último minuto para lançar Azambuja

Lidiane Kober
Cúpula tucana se reuniu com aliados em Dourados (Foto: Maryuska Pavão)Cúpula tucana se reuniu com aliados em Dourados (Foto: Maryuska Pavão)

Principal nome do PSDB para concorrer à sucessão do governador André Puccinelli (PSDB), o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou, neste sábado (26), em ato do partido, em Dourados, que vai esperar até o último minuto pelo apoio do senador Delcídio do Amaral (PT) para disputar vaga de senador. Caso contrário, ele prometeu concorrer ao Governo do Estado.

“Até o dia 30 nós temos o compromisso com o Delcídio do Amaral. Passado o dia 30, se não houver aliança, vamos buscar caminho por uma terceira via e buscaremos construir uma candidatura”, declarou Azambuja, segundo reportagem do Dourados News.

Há exatamente uma semana, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou a aliança de PSDB com o PT nos Estados. Ele deixou claro que não pisará em palanques onde os rivais nacionais estarão unidos. A declaração repercutiu em Mato Grosso do Sul e dificultou as tratativas de aliança. O plano era montar “dobradinha” com Azambuja ao Senado e Delcídio, ao governo.

Ainda em Dourados, o tucano aproveitou para criticar a atual administração do Governo do Estado, da qual o PSDB ainda é aliado pelo menos na Assembleia Legislativa. Para ele, os investimentos não levam em conta as prioridades da população.

Azambuja também disse que Dourados foi mal gerida nos anos 2000 e precisa de investimentos. Segundo ele, “o valor exorbitante cobrado de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)” leva os consumidores a procurar os Estados vizinhos e o Paraguai.

O deputado ressaltou ainda, que segundo pesquisa realizada pelo Pensando MS, “o principal pedido da população de Dourados é a melhoria na segurança e o Estado pede saúde”.

Líder municipal do partido, Mauricio Peralta disse que tem quadro para encabeçar uma eventual chapa tucana. “De Dourados dois partidos tem força e podem entrar na chapa de Reinaldo Azambuja, que é o DEM, do (deputado) Zé Teixeira e o PSB, do prefeito Murilo Zauith”, destacou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions