A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

15/08/2018 16:21

Reinaldo elogia Pedro Chaves e aguarda senador e o PRB na campanha

Governador lembra que havia tratativas anteriores com o partido e o senador, que nesta quarta-feira desistiu da reeleição e disparou contra o PDT

Humberto Marques e Anahi Gurgel
Reinado elogiou trajetória e atuação de Pedro Chaves no Senado e disse esperar por parlamentar em seu palanque. (Foto: Paulo Francis)Reinado elogiou trajetória e atuação de Pedro Chaves no Senado e disse esperar por parlamentar em seu palanque. (Foto: Paulo Francis)

A poucas horas do prazo limite para registro de chapas e candidaturas, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deixou claro nesta quarta-feira (15) o desejo de contar com o senador Pedro Chaves e o PRB no arco de alianças pelo qual tentará a reeleição. A manifestação ocorre poucas horas depois de o parlamentar confirmar que desistiu de disputar um novo mandato e acusar o PDT, do também candidato ao governo Odilon de Oliveira, de quebrar acordo eleitoral.

“Já tínhamos tratativas anteriores (com o PRB) e agora estarão mais intensas para tentar trazer o senador e o partido para a coligação”, afirmou Reinaldo a jornalistas, depois de evento na Governadoria. O PRB e Chaves vinham negociando uma aliança com o PSDB, que acabou não se concretizando diante da falta de espaço na chapa para o senador tentar a reeleição.

O governador fez vários elogios ao senador do PRB, considerado por ele “um homem público bastante honrado, que já fez muito por Mato Grosso do Sul. O PSDB já tentou anteriormente a aproximação e, agora, vai buscar mais fortemente trazer o Pedro Chaves para a coligação”.

Apesar da disposição, o dirigente do PRB-MS e candidato a deputado estadual Wilton Acosta disse nesta tarde não haver a intenção de romper com o PDT, “até porque, juridicamente, não teria permissão, pois temos tudo programado, não poderia migrar de uma coligação para outra”. Chaves criticou o partido de Odilon de Oliveira por não ter cumprido o suposto acordo de lhe ter como candidato único a senador, abrindo palanque para o Podemos de Beto Figueiró.

Logo após o rompimento entre PRB e PSDB, o partido de Acosta deixou o comando da Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul), onde havia vários indicados filiados à legenda.

Chaves anunciou nesta quarta-feira desistência de candidatura à reeleição e fez críticas ao PDT. (Foto: Leonardo Rocha/Arquivo)Chaves anunciou nesta quarta-feira desistência de candidatura à reeleição e fez críticas ao PDT. (Foto: Leonardo Rocha/Arquivo)

Dificuldade – Questionado sobre a escalação do presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi, como candidato do MDB ao governo do Estado, Reinaldo disse apenas “respeitar todos os adversários” e que, embora o deputado estadual seja considerado aliado de sua gestão, “a política tem dessas dinâmicas”.

Segundo o governador, a escalação não vai alterar a estratégia do PSDB e dos seus partidos aliados. O candidato à reeleição disse ainda considerar que a campanha tende a ser mais difícil, “principalmente diante da criminalização da atividade política” –na qual vários agentes públicos se tornaram alvos de denúncias ou processos judiciais. Contudo, garantiu que “como candidato à reeleição vou defender o legado dos últimos quatro anos”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions