A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

11/07/2017 08:26

Reinaldo volta de reunião do PSDB sem decisão sobre apoio a Temer

Cúpula condicionou definição ao posicionamento sobre a denúncia contra o presidente que tramita na Câmara dos Deputados

Mayara Bueno
Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB).
(Foto: Alcides Neto/Arquivo).Governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB). (Foto: Alcides Neto/Arquivo).

Reunião com integrantes da cúpula do PSDB, em São Paulo (SP), que incluiu o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), durou quase quatro horas, terminando no início da madrugada de terça-feira (11). Na ocasião, os líderes adiaram a decisão de desembarcar ou não do governo do presidente da República, Michel Temer (PSDB).

O mandatário do País, por sua vez, enfrenta denúncia do MPF (Ministério Público Federal) de corrupção passiva. O processo está atualmente na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, que na quarta-feira (10) também adiou a votação do parecer sobre a questão.

Na reunião de ontem do PSDB, os integrantes do partido condicionaram a decisão do partido à definição que será tomada pelos deputados federais.

Em relação à denúncia contra Temer, a legenda deixou para os parlamentares o posicionamento favorável ou não. As informações são da Folha de São Paulo. Novos encontros entre a cúpula, para definição sobre o desembarque, deverão ser marcados ainda esta semana.

Conforme o presidente nacional do partido, Tássio Jereissati (PSDB-CE), os tucanos só vão decidir se deixam de vez a presidência, desta forma entregando os cargos que partido tem, depois que o líder da bancada na Câmara, deputado Ricardo Tripoli, se posicionar sobre a denúncia contra Temer.

Jereissati disse também que não há tendência clara na bancada da Câmara, mas que vê uma maioria se posicionando em aceitar a denúncia contra Michel Temer.

Além de Reinaldo, participaram os governadores Geraldo Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO) e Pedro Taques (MT). Os senadores José Serra (SP), Aécio Neves (MG), Paulo Bauer (SC) e Cássio Cunha Lima (PB). Também o ex-senador José Aníbal (SP), o prefeito de São Paulo, João Doria, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Reinaldo Azambuja já está em Campo Grande, conforme sua assessoria de comunicação. Ele cumpre agenda interna em seu gabinete.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions