A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/10/2016 18:32

Rose e Marquinhos disputarão o segundo turno em Campo Grande

Ricardo Campos Jr.
Rose travou briga acirrada com Bernal na contagem de votos (Foto: Marcos Ermínio)Rose travou briga acirrada com Bernal na contagem de votos (Foto: Marcos Ermínio)
Marquinhos foi o primeiro colocado no primeiro turno das eleições (Foto: Alcides Neto)Marquinhos foi o primeiro colocado no primeiro turno das eleições (Foto: Alcides Neto)

Marquinhos Trad (PSD) e Rose Modesto (PSDB) vão disputar o segundo turno em Campo Grande. O primeiro colocado teve 147.694 votos, o que equivale a 34,57% dos votos válidos, enquanto a candidata tucana teve 113.738 votos, o que corresponde a 26,62% votos válidos. A diferença entre ela e Alcides Bernal (PP), que tentava reeleição, foi de apenas 2.610 votos, já que ele teve 26,01% dos votos válidos.

Na Capital, votos brancos e nulos somaram 11,15%. Também foram registradas 114.286 abstenções. 

Estas foram as eleições mais concorridas na Capital nos últimos 20 anos. O número de nomes na disputa é quase o dobro do das eleições de 2012. Comparado há 20 anos, o total triplicou.

Família tradicional - Filho do ex-deputado federal Nelson Trad e da professora Therezinha Mandetta Trad, Marquinhos nasceu no dia 28 de agosto de 1964. Formou-se em direito pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), já foi conselheiro estadual da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Mato Grosso do Sul), tendo atuado na defesa das prerrogativas da classe e como presidente da comissão de ética e disciplina.

Também atuou como diretor do departamento jurídico do Rádio Clube de Campo Grande, foi secretário de assuntos fundiários do município e presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do estado.

Já deu aulas nos cursos de graduação em direito da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), Estácio de Sá, Facsul e na pós-graduação da Uniderp e Unaes.

Em 2004 foi eleito vereador com 11.045 votos. Em 2006 entrou na Assembleia Legislativa com 35.777 votos, tendo sido reeleito em 2010 com 56.287 votos e em 2014 com 47.015.

Dobradinha – Rose nasceu em uma família de trabalhadores rurais de Fátima do Sul, a 246 quilômetros de Campo Grande, no dia 20 de fevereiro de 1978. Mudou-se para Campo Grande em 1984 e formou-se em história pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), onde estudou como aluna bolsista.

Ao sair da graduação, começou a fazer trabalhos sociais na escola Padre Thomas Girardeli, onde criou o projeto Aprendendo com música e, posteriormente, o Tocando em Frente.

Foi eleita vereadora da Capital em 2008 com 7.536 votos, tendo sido reeleita em 2012 com 10.813 votos. Em 2014 tornou-se vice-governadora ao lado de Reinaldo Azambuja e depois assumiu a Sedhast (Secretaria Estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho).

Entre as ações desenvolvidas na pasta, destaca-se o aumento no na quantidade de entidades da assistência social que recebem repasse do governo, de 12 em 2014 para 44 em 2016 e a inserção do estado no Sinapir (Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial), resultando em mais recursos para a área da igualdade racial.



Não é Rose e Marquinhos e SIM MARQUINHOS e Rose!!!!!!
 
Valdinei Ferreira da Silva em 02/10/2016 19:36:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions