A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/02/2016 13:02

Sindicato pede apoio dos deputados para aumentar benefício à agentes de saúde

Projeto de lei prevê aumento, mas entidade quer elevar índices

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Sessão na Assembleia, desta quinta-feira. À esquerda, o deputado Renato Câmara (PMDB), e, à direita, Rinaldo Modesto (PSDB). (Foto: Victor Chileno e Roberto Higa/ALMS)Sessão na Assembleia, desta quinta-feira. À esquerda, o deputado Renato Câmara (PMDB), e, à direita, Rinaldo Modesto (PSDB). (Foto: Victor Chileno e Roberto Higa/ALMS)

Se antecipando à apresentação de projeto de lei, o Sisem (Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais de Campo Grande) buscou os deputados estaduais, nesta quinta-feira, para pedir apoio a proposta de incentivo mensal aos agentes de saúde.

De acordo com o presidente da entidade, Marcos Tabosa, o governo estadual está prestes a apresentar um projeto que aumenta o benefício pago pelo Executivo Estadual aos agentes de saúde e endemias.

A proposta prevê que, a partir deste ano até 2018, fique fixado pagamento de 30% do salário mínimo, este ano, em 2017, 40%, e no seguinte 50%. No entanto, o pedido do Sisem é para que já em 2016, seja fixado em 40%, no próximo ano, 45%, finalizando em 2018 os 50%.

A visita de hoje foi para pedir que os parlamentares apresentem, quando o projeto der entrada no legislativo estadual, uma emenda estipulando estes índices. “Este aumento custaria para o governo R$ 320 mil ao mês, o que é pouco perto do orçamento de R$ 13 bilhões, previsto para este ano”, disse. Mato Grosso do Sul conta com 4,6 mil agentes, dos quais, 2,4 mil atendem Campo Grande. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions