A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

22/04/2014 11:00

TRE julga hoje cassação da prefeita de Miranda por compra de voto

Aline dos Santos
Marlene assumiu após cassação de prefeita em Miranda. (Foto: Reprodução/Facebook)Marlene assumiu após cassação de prefeita em Miranda. (Foto: Reprodução/Facebook)

O TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) julga nesta terça-feira, a partir das 17h, o pedido de cassação do mandato da prefeita de Miranda, Marlene de Matos Bossay (PRB).

Ela e o vice Celso Moraes de Souza (PDT) são acusados de compra de votos nas eleições 2012. A denúncia foi feita por Juliana Pereira de Almeida (PT) e a coligação “Miranda Mais Feliz”. Juliana venceu a eleição para prefeita, mas foi cassada. Segunda colocada, Marlene assumiu a Prefeitura de Miranda.

De acordo com o advogado Valeriano Fontoura, que atua na acusação, Marlene Bossay comprou voto em troca de laqueadura e enxoval para uma família. “Tem gravação e depoimento de testemunhas”, afirma.

A prefeita e o vice são acusados de, por intermédio de Valdecir Gomes Dias, oferecerem cirurgia, enxoval e cesta básica à eleitora Luciana dos Santana dos Santos. Valdecir foi um dos colaboradores da campanha.

A conversa em que Luciana e seu esposo, João Ozório Macena, recebem a proposta de Valdeci foi gravada e entregue à Justiça. Método contraceptivo, a laqueadura, precisa de acompanhamento e orientação.

Ex-prefeito de Miranda e marido da atual prefeita, Ivan Paz Bossay foi acusado da mesma prática em 2000, quando tentava a reeleição. À época, segundo investigação do Ministério Público, pelo menos 80 índias teriam se submetido a cirurgias em troca de votos.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Miranda, que informou que a prefeita está em viagem para Campo Grande, onde acompanhará o julgamento. Ainda conforme a assessoria, o setor não tem autorização para fornecer o telefone de Marlene Bossay para contato com a imprensa.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions