A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

09/10/2012 12:19

Vereadores derrotados nas urnas reclamam das coligações

Fabiano Arruda e Paula Vitorino
Para Marcos Alex, Vander e Zeca do PT não foram Para Marcos Alex, Vander e Zeca do PT não foram

Três dos quatro vereadores que disputaram a eleição em Campo Grande neste ano e foram derrotados nas urnas reclamaram, durante a sessão desta terça na Câmara Municipal, da disposição das coligações.

Para Marcos Alex (PT), o ex-governador Zeca do PT, candidato mais votado na disputa, não funcionou como “puxador de votos” que o partido esperava.

Segundo ele, Zeca teve participação destacada na campanha com participação no programa de televisão de Vander Loubet (PT) e, no entanto, não superou a casa dos 15 mil votos, marca que era esperada para puxar outros candidatos.

Com cerca de 3 mil votos, Alex terminou a disputa como primeiro suplente da coligação e disse ter plena certeza de que ainda pode voltar a ocupar uma cadeira na Casa de Leis na próxima legislatura.

 Ele também analisou a disputa e acredita que o desempenho de Alcides Bernal (PP) e Reinaldo Azambuja (PSDB) reduziram a votação do PT. Para ele, a dupla aglutinou a maioria dos votos da oposição, o que influenciou a votação aos vereadores petistas.

“Política é isso. Pode ganhar ou perder, pode ser que volte ou não”, disse, garantindo que irá fazer campanha para Bernal no segundo turno.

Já Magali Picarelli (PMDB), que terminou a disputa como primeira suplente, com 5.204 votos, também reclamou da coligação. Disse que seu desempenho está dentro das grandes votações, no entanto, diante de um cenário pulverizado de candidatos, acabou ficando de fora, mesmo com candidatos de outros partidos, com menores votações, que acabaram por se eleger.

Magali disse que a legislação eleitoral, que prioriza a votação pela coligação, “é injusta” e que tem certeza de que a população “gostaria que os mais votados” fossem eleitos.

Com 5.106 votos, Loester Nunes (PMDB), que encerrou a disputa como segundo suplente, enxergou um “recado das urnas”. Para ele, se a reeleição não veio, é um sinal de que está “na hora de parar”. “Tem que entender isso”, comentou, avaliando que esta foi uma disputa "difícil, pesada”.

Loester ainda frisou que esta foi sua última campanha. Argumentou que esteve numa chapa que não estava completa e, dentre os candidatos, 11 ou 12 tinha possibilidade de grande votação, sendo que oito buscavam a reeleição.

“Sou contra um partido entrar numa chapa sem ter condições de eleger pelo menos um candidato sozinho”, opinou, revelando que vai se dedicar, a partir do ano que vem, de forma exclusiva à medicina.

O outro vereador que disputou os votos dos campo-grandenses neste ano, mas não se elegeu, foi Clemêncio Ribeiro. Ele não compareceu à sessão nesta terça. 



Infelizmente a maior parte dos eleitores não sabe das atribuições dos parlamentares (vereador, deputado estadual e federal e senador). O povo acha que basta o indivíduo promover bailes na periferia, comprar bolo e vestido barato para festa de 15 anos para meninas carentes, está tudo certo. Outros vereadores patrocinam campeonato de futebol, compra as camisetas dos times dos bairros pobres. Pelo amor de Deus! Não é essa a função do Vereador. A ele compete FISCALIZAR os atos da Prefeitura. A ele compete fazer LEIS. Daí a necessidade, a meu ver, da exigência de CURSO SUPERIOR para o cargo e, além disso, avaliação semestral de desempenho. Não trabalhou, perde o cargo. O que tem de "analfabetos" nas câmaras municipais. Aqui na capital mesmo tem muito "meia língua". Vejam os discursos deles.
 
Adilson Neruda Nolasco em 10/10/2012 09:27:54
Pois é esse choro só sai quando dói, porque agora? É simples façam um projeto para ter igualdade em tudo , verba de campanha, tempo de propaganda na TV e no Rádio, quando a legenda deles puxam ninguém reclama. o tiro saiu pela culatra no Clã PICARELLI kkkkkkkkkkkkk para quem não sabe ouvi dizer o Chocolate foi mandado embora por se candidatar, e deu um chocolate na Magali, fraquinho o trocadilho mas não resisti. Outra coisa esse negócio ta parecendo capitania hereditária, enfiaram Mais um TRad na política( e dale dimdim), no executivo só uma reeleição consecutiva, no legislativo virou cargo vitalício, CHEGA 25 ANOS A MESMA LEGENDA. BASTA!!!!
 
marcelo santos junior em 10/10/2012 09:26:58
Essa Magali, um mandato para ela já foi muito. Chega de gente dissimulada que utiliza a mídia e a igreja para se auto promover, sendo que na realidade ODEIA pessoas humildes,faz bafão com moças de cxs. de supermercados.
Foi tarde dona Magali, agora vá para terapia e volte estudar.
 
Juan Charlymoon em 10/10/2012 09:17:10
fora magali...... fora magali..... a arrogancia em pessoa , fora magali picarelli . CAMPO GRANDE NAO QUER MAIS VOCE.
 
JEFFERSON ARRUDA em 10/10/2012 09:13:15
Esse Clemêncio Ribeiro está tendo atitude de soldado "baixante", kkkk. Não reengajou e agora está de corpo mole pro serviço.
 
Smir Neves em 10/10/2012 09:00:06
não acho que o sr. loester esteja realmente preocupado com a forma de escolha dos vereadores ou com a perpetuação no poder dos grandes tubarões da política, acho que ele está preocupado com a boquinha que ele perdeu. com relação ao quociente eleitoral eu sou a favor, garante que pequenos partidos cheguem ao poder , não fosse ele somente os grandes como magali picareli por exemplo ficariam lá eternamente até se aposentarem, e serem substituidos pelos seus filhos netos etc como é o caso do otavio trad por exemplo.
 
jorge santos em 10/10/2012 08:50:18
Sr Valdir Villa Nova faço minhas todas suas palavras, reeleger jamais chega de mamata chega de ter seu cargo garantido de quatro em quatro anos, povo acorda somos nos que fazemos a democracia no entanto mostramos nas urnas toda nossa insatisfação...
 
Vanusa Vanderleis barros em 10/10/2012 08:34:47
Não reclamem futuros ex-vereadores, isso aí é um cargo temporário e não uma profissão de carreira. Ainda acho errado tantos outros serem reeleitos, o povo reclama q quer mudar, escolhe candidatos a prefeito piores e reelege um monte de vereadores. Muita contradição nessa eleição.
 
Maurício Ferreira da Costa em 10/10/2012 08:25:24
Fora tudo o que foi falado, todos os vereadores sem exceção, independente de ser da base aliada do prefeito ou não e mais ainda da oposição, deveriam fiscalizar as açoes do executivo e cobrar ou denunciar, vejam a questão das obras dos corregos, que nunca tem fim, e não é o nosso dinheiro que que vai embora, e olha que não é por falta de bons profissionais, é que poucos sabem como era a Rua Maracaju nos tempos de chuva, não posso precisar mais deve fazer mais de trinta e cinco anos que fizeram a canalização e nunca mais deu problemas. Por que será que não conseguem ou não querem resolver o problema? Com a resposta o eleitores nas urnas!
 
ALBERTO JORGE DOS SANTOS em 10/10/2012 08:03:43
depois o povo reclama que politica não certa ja esta na hora de para por palhaço na politica brincadeira, campograndesse tem que ser mais criticos com politica no estado em geral
 
luiz alexandre lucas da silva em 10/10/2012 07:51:56
PARABENS A TODOS VEREADORES ELEITOS, E AQUELES QUE NAO FORAM ELEITOS QUE DESCULPE OS ELEITORES , E QUE TEMOS QUE MUDAR,
 
NANCY MARLENE DE SOUZA LIMA em 10/10/2012 07:51:45
Parabenizo o ex.governador Zeca do PT, o Alex do PT, não pode chorar sempre foi eleito o zeca sendo seu cabo eleitoral, nessa o zeca vez o papel partidario, outros acomodaram e não se elegeram. na minha opinião se o zeca não fosse candidato o PT não faria nem um veredor ZECA PARA SEMPRE, o PT de MS, vive do zeca
 
Alberto Pontes Filho em 10/10/2012 06:50:05
Fácil é fazer campanha na tv o ano inteiro , e projetos que é bom nada.

 
Alison rockfeller em 10/10/2012 00:38:50
se não teve votação expressiva, algo tá errado... com o CANDIDATO e não com a coligação ou partido. Aplausos ao Loester.

 
Rodrigo Ostemberg em 09/10/2012 23:54:47
tambem acho injusto esse metodo
 
claudinei braz em 09/10/2012 22:15:34
concordo perfeitamente com a colocacao de Valdir Vila Nova.
 
Valdecir Zaniboni em 09/10/2012 22:05:10
Pois é...muita gente fala o que não sabe. No caso da Magali Picarelli o programa de TV, que não é dela e sim do marido, pode até ajudar, mas ela possui mais de 60 projetos aprovados e todos em prol da população mais carente. Quem tiver dúvidas entra no site dela. E concordo com a mesma...queremos na câmara os mais votados. Se eu quisesse o Chocolate por exemplo, teria votado nele!! votei na Magali e acho injusto os Zé Mané (todos os 12) que foram eleitos com menos votos que ela!! Deveriam ter vergonha de comemorar a vitória...desse tipo é fácil, quero ver é ganhar no voto.
 
Cristina Cardoso em 09/10/2012 21:37:55
Se eu fosse eleito alguma coisa, iria lutar com toda minha garra para de vez por toda implantar o voto distrital, nem um bacana iria entrar no meu territorio pra isso teria que morar no local, e representar somente a região, acabaria com a farra da compra de voto, vereadores que não conseguem se reeleger é porque não aparecem nos bairros, perguntar para o eleitor o que o seu bairro precisa, so aparece de quatro em quatro anos com a cara de pau pedindo voto, o povo tinha que passar a regua em muito mais vereadores,foi pouco ainda, ainda bem que novas caras estarão no legislativo e muitos eu conheço, vao trabalhar pela periferia com certeza, caro eleitor fica de olho naquele que vc votou se não fizer nada daqui a quatro anos passa a regua e elege outro.
 
José Arantes em 09/10/2012 20:18:13
brincadeira o que tinha de gente apoiando o 15 porque era a maquina do Governo achando que era so levar, mas tomaram e quase o REINALDO LEVA JUNTO COM BERNAL PRO SEGUNDO TURNO... o povo ta com saco cheio de corrupção com dinheiro publico é hora de mudanças, transparencia e honestidade
 
MATEUS COSTA em 09/10/2012 19:17:46
Creio que o justo seria os vereadores ou candidatos de uma forma geral, que tiver mais votos, esses devem ocupar as vagas oferecidas. Esse tal coeficiente de legendas e outras coisas armadas com a formação da coligação prejudica e muito "a democracia". Abaixo esses coeficientes eleitorais...
 
Ronaldo Pissurno em 09/10/2012 16:38:37
Muito boa a consideração do Dr. Loester. Chega de reeleição, tem que dar a vaga para novatos. Assim como o Prefeito, o Governador, e o Presidente da República, o vereador só deveria ser reeleito uma vez Se o cara fez um bom trabalho, ele faz carreira política como Deputado, Senador, etc. Se não fez um bom trabalho, vai plantar roça. Eu já disse algumas vezes, que vereador deveria ser considerado funcionário público municipal, e trabalhar de 2ª a 6ª durante 8 horas por dia. Assim sendo ele justificaria o ótimo salário e estaria mais tempo á serviço do povo. Temos que acabar também com a mamata do vereador ter duas ocupações. Quase todos são médicos, pastores, advogados, jornalistas, professores etc. O cargo de vereador é um "bico" rentável.
 
VALDIR VILLA NOVA em 09/10/2012 16:22:59
Gente!? Esses candidatos quando entram na disputa já sabem as regras do jogo.... Tão reclamando do que?
 
Adalberto Dornelles em 09/10/2012 15:48:17
E ninguém cala esse chororô...
 
Marli Lopes em 09/10/2012 15:14:08
Penso que os vereadores não devem ficar magoados. Existem várias coisas erradas na política dentre elas aponto o cargo vitalício de vereador. O recado foi dado pela população. Esperamos que neste ano a câmara se dedique mais a fiscalizar o executivo, propor leis que cuide do cidadão e pare de fazer homenagens o ano todo. Espero que os vereadores que receberam uma votação expressiva e mais aqueles que estão chegando com mandato novo, não sirvam apenas para ocupar mais espaço e sim para representar o cidadão da nossa querida cidade de Campo Grande. Por favor façam valer o voto de confiança que demos a vocês. Boa sorte a todos.
 
Angela Moreira Bial em 09/10/2012 14:36:32
Legal Helen Rangel, gostei dessa! A maioria dos nossos políticos são oriundos de algum órgão de imprensa. Não só vereadores, como deputados usam a mídia para se auto-promoverem. ERRADO!!! Jornal, rádio e televisão, que eu saiba, é lugar de jornalista trabalhar. Por isso está essa lam-ban-ça total em MS.
 
wilmar cristovão em 09/10/2012 14:12:51
Creio que passou da hora da população se questionar o motivo dos cargos legislativos terem a possibilidade de reeleição infinita. No caso do executivo, são dois mandatos seguidos e o mandatário não pode se candidatar para um terceiro. É justo, democrático. No caso de Campo Grande, os vereadores que não foram reeleitos faziam seus mandatos pífios e burocráticos. Outros não deveriam ter sido reeleitos, infelizmente vão ficar mais quatro anos.
 
Fabiano Silva em 09/10/2012 14:01:37
acho que deveriam mudar mesmo, entrar os vereadores que tivessem mais votados. se o povo vota para por os que sao mais votados, e entra aquele que tem menos votos. então acho que o melhor seria o partido que entrar colocar logo todos seus vereadores. entao pra que serve o voto para vereador. pra saber o popularidade de cada um.
 
anderson silva em 09/10/2012 13:51:09
Injusto, é o cargo de vereador virar carreira profissional... o individuo poder ser vereador quantas vezes quiser, mesmo se não apresentar projetos que sejam aprovados... Em muitos casos, programas de TV ajudam candidatos a se eleger sem prestar nenhum beneficio a população.
 
Helen Rangel em 09/10/2012 13:32:19
BELAS PALAVRAS DO DR LOESTER NUNES ....HORA DE PARAR....RENOVAÇAO....ESTA NA HORA CARAS NOVAS NA CAMARA...
 
MILTON OLIVEIRA FERREIRA em 09/10/2012 13:15:45
É facil querer se eleger as custa dos outros,sem fazer campanha e contando com legenda.
 
MIRTES LOURENÇO CAMILO em 09/10/2012 12:39:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions