ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 26º

Política

Vereadores retomam sessão com protesto de moradores por asfalto

Parlamentares retiraram três vetos de pauta e aprovaram honrarias nesta terça-feira

Caroline Maldonado | 01/08/2023 13:20
Moradores do Bairro Nova Campo Grande na Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Caroline Maldonado)
Moradores do Bairro Nova Campo Grande na Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Caroline Maldonado)

Moradores do Bairro Nova Campo Grande, na saída para Aquidauana, ocuparam os primeiros assentos do plenário na manhã desta terça-feira (1º), na primeira sessão ordinária após o recesso de 15 dias. Com faixas e cartazes, eles alegam que metade do bairro não tem asfalto e 80% das ruas não têm rede de esgoto. No retorno, os projetos que estavam na pauta de votação foram retirados e os vereadores votaram outros seis, que concedem honrarias.

Segundo a moradora do bairro há 23 anos, a vice-presidente da Associação de Moradores do Nova Campo Grande, Fábia Britez, o projeto em execução não contempla todas as ruas do bairro, mas apenas cinco, portanto a pressão é para que os vereadores convençam a prefeitura a abrir nova licitação.

É urgente o asfaltamento e principalmente o esgoto, porque há famílias que não têm condições de manter a fossa. Estão em obras apenas cinco ruas, a Rua Wilson Paes Barbosa, as avenidas Sete, Três, Oitenta e Três e Oitenta e Quatro”, detalhou Fábia.

Vice-presidente da Associação de Moradores do Nova Campo Grande, Fábia Britez. (Foto: Caroline Maldonado)
Vice-presidente da Associação de Moradores do Nova Campo Grande, Fábia Britez. (Foto: Caroline Maldonado)

No bairro há 30 anos, a tesoureira da associação, Petronia Benevides, conta que a reivindicação é antiga. “Já nos disseram que lá o lençol freático é mais raso e por isso a obra é mais custosa, mas nós pagamos impostos igual a todos os moradores da cidade”, reclamou.

Prefeitura - A Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) informou que as obras no Bairro Nova Campo Grande, que seguem em execução, foram divididas em duas etapas, A e B, e contemplam as seguintes ruas:

A etapa A terá pavimentação em 18 ruas e avenidas, com asfalto em 6,7 km, recapeamento em 3,5 km e erenagem em 8,64 km.

Entram nessa etapa a Avenida 4, Avenida 10, Avenida Amaro Castro Lima, Rua 24, Rua 46, Rua 47, Rua 48, Rua 49, Rua 50, Rua 51, Rua 52, Rua 53, Rua 54, Rua 55, Rua 56, Rua 60, Rua 62 e Rua 76. Recapeamento: Avenida 10, Rua Antônio Vieira de Mello, Avenida Amaro Castro Lima, Rua 26, Rua 57, Rua 60, Rua Emilia Teodora de Souza, Rua Teófilo Otoni e Rua Nilo Javari Barem.

A etapa B terá asfaltamento em 5,4 km, recapeamento em 2,3 km e drenagem em 7 km. Entram na lista a Avenida 2, Avenida 7, Avenida Amaro Castro Lima, Avenida Solon Padilha e Anne Salim Saad. Recapeamento: Avenida 2, Avenida 7 e Avenida Amaro Castro Lima. • Ponte de 40 metros sobre e o Córrego Imbirussu na Avenida 7, que será o novo acesso ao polo empresarial Oeste.

Bairro Noroeste - O vereador Juari Lopes, o “Prof. Juari”, aproveitou a sessão para informar que, além de pedir informações sobre o Bairro Nova Campo Grande, fará ofício à prefeitura solicitando resposta sobre anúncio de asfaltamento no Bairro Noroeste.

O início da obra de R$ 9,4 milhões foi no dia 27 de julho de 2023 com prazo para 18 de julho de 2024, conforme as placas fixadas no Noroeste, mas o projeto não prevê todo o bairro.

No entanto, a prefeita anunciou, em julho deste ano, o investimento de aproximadamente R$ 20 milhões para asfaltar o bairro com repasse do Governo Estadual.

Tenho recebido diversas ligações de moradores que querem saber se vai ter o asfalto que foi anunciado pela prefeita Adriane Lopes. Então vou pedir informações em ofício, pois a informação que tenho é de uma obra que não abrange todo o bairro, mas apenas a Rua Urupês, que fica na lateral do presídio”, disse Juari.

Vereador Juari Lopes, o “Prof. Juari”, pede explicações sobre projeto para asfaltar Bairro Noroeste, durante sessão ordinária na Câmara Municipal (Foto: Divulgação/CMCG)
Vereador Juari Lopes, o “Prof. Juari”, pede explicações sobre projeto para asfaltar Bairro Noroeste, durante sessão ordinária na Câmara Municipal (Foto: Divulgação/CMCG)

Aprovados - Foram aprovados os projetos de decreto legislativo 2.658/23, 2.659/23, 2.660/23, 2.661/23 e 2.662/23, que concedem títulos de visitante ilustre a Ronaldo Mota, Reinaldo Cintra Torres de Carvalho, Edson Ferrari, Edilberto Carlos Pontes de Lima e Cezar Miola.

Também foi aprovado o projeto de resolução 527/23, do vereador Marcos Tabosa (PDT), que institui a Medalha Legislativa “José Ipiranga de Aquino”.

A honraria será concedida anualmente em sessão solene, na semana do dia 24 de abril, a todos que se comunicam e se expressam em Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Retirados - O líder da prefeita na Câmara Municipal, o vereador Roberto Avelar, o “Beto” (PSD), pediu que os vetos que seriam votados fossem retirados de pauta e explicou que haverá consenso entre Executivo e Legislativo para aprovar os temas. “Havia vícios de iniciativa, mas a prefeitura vai rever e fazer novos projetos”, disse.

Foram retirados da pauta o veto total ao Projeto de Lei n. 10.829/22 dos vereadores Silvio Pena, o “Silvio Pitu” (PSD), e Valdir Gomes (PSD), que assegura aos alunos com deficiência e/ou cujos pais ou responsáveis sejam pessoas com deficiência ou pessoa idosa a prioridade de matrícula em escola da rede municipal mais próxima de casa.

Também foi retirado o veto total ao Projeto de Lei n. 10.990/23 do vereador Victor Rocha, o “Dr. Victor Rocha” (PP). A proposta estabelece a obrigação do município disponibilizar um profissional da equipe multiprofissional cuja formação recepcione as áreas do conhecimento que contemplem os fatores psicossociais e a subjetividade humana.

Outro retirado da pauta foi o veto parcial ao projeto “Pet Friendly” para dar certificação oficial aos estabelecimentos públicos ou privados que promovam o bem-estar animal recebeu um veto parcial. A proposta foi do ex-vereador e agora secretário de Governo e Relações Institucionais, João Batista da Rocha, o “Prof. João Rocha” (PP).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias