ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 19º

Interior

PRF apreende 650 canários na BR-262 em Água Clara

Por Francisco Júnior | 05/05/2011 07:08

Homem diz que comprou os animais no Camelódromo da Capital

Pássaros foram comprados no Camelódromo da Capital (Foto: Divulgação)
Pássaros foram comprados no Camelódromo da Capital (Foto: Divulgação)

Policiais Rodoviários Federais apreenderam 650 canários da terra na noite de ontem (4) na BR 262, na região da cidade de Água Clara. Quatro homens foram detidos.

Segundo informações da polícia, as aves estavam no porta-malas do veículo Pálio com placa de Brasília (DF), que tinha como passageiros um policial militar do Distrito Federal, de 43 anos.

Em outro veículo, que segunda a polícia funcionava como batedor do veículo que transportava os pássaros, foram detidos mais dois homens, entre eles um aposentado de 43 anos, que afirmou ter pago R$ 10 mil pelas aves no Camelódromo de Campo Grande.

Ele relatou ainda que venderia os animais em feiras e em outras localidades do Distrito Federal. O homem disse ainda que não conhecia a pessoa que os vendeu os animais em Campo Grande e que os contatos comerciais foram feitos por telefone.

Jonas foi autuado administrativamente e multado em R$ 502.500,00. Ele ainda responderá por crime ambiental e poderá, se condenado, pegar pena de 06 meses a 01 ano de detenção.

No início deste ano, na mesma região a Polícia Rodoviária Federal apreendeu mais mil canários da terra.

Os 650 pássaros apreendidos na noite, os veículos e os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil em Água Clara. A Polícia Militar Ambiental foi requisitada para realizar o transporte dos pássaros até a Capital, encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres.

A Polícia Militar Ambiental acredita que esses canários saem do Peru e Bolívia e são levados principalmente para Brasília e a região Nordeste para serem utilizados em rinhas.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, foi a terceira grande apreensão de canários nos últimos 8 meses. Em fevereiro também foram apreendidos 1005 e em setembro do ano passado 1236.