A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

23/12/2011 10:17

Onça pintada é morta atropelada na BR-262, no Buraco das Piranhas

Edmir Conceição
Pelo porte e peso da carcaça, calcula-se que era um filhote. (Fotos: Dayene Marques Silva)Pelo porte e peso da carcaça, calcula-se que era um filhote. (Fotos: Dayene Marques Silva)

Turistas encontraram por volta das 7h30, à margem da BR-262, na região conhecida como Buraco das Piranhas, a 40 quilômetros da ponte sobre o rio Paraguai, a carcaça de uma onça pintada.

O animal foi atropelado de madrugada, pelas características da carcaça. De acordo com a PRF, o trecho entre Miranda e Corumbá é o que mais apresenta riscos de atropelamento de animais silvestres, pequenos e de grande porte. As principais vítimas são os tamanduás, veados e lobinhos. São raros os casos de atropelamento de onças.

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) analisa relatório de programas ambientais do Dnit (Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes) que prevê a transformação do trecho de 286,2 km entre Anastácio/Aquidauana e Corumbá, em rodovia ecológica.

Carcaça foi encontrada por turistas que seguiam para Corumbá. Carcaça foi encontrada por turistas que seguiam para Corumbá.

O relatório sugere projeto de construção de túneis e 93 passagens de animais silvestres, melhoria da sinalização, cercas em áreas críticas de mortandade de animais na pista e mirante turístico no trevo que dá acesso à Estrada Parque. Além disso, a rodovia deve contar com monitoramento constante de atropelamento de fauna.

O projeto prevê ainda redutores de velocidade em áreas de maior afluxo de animais e armadilhas fotográficas no trecho que vai ser monitorado por biólogos e técnicos do Instituto Tecnológico de Transporte e Infraestrutura da Universidade Federal do Paraná que foi, contratada pelo Dnit para organizar os programas ambientais exigidos pelo Ibama. Intervenções desse semelhantes já foram feitas no Parque da Ilha Grande, na divisa de MS com o Paraná.



Não tem nada de triste e ou a lamentar....simplesmente alguém não deveria estar ali neste momento,,ou a onça ou o carro estavam no local errado,reflitam............
 
valdeci ramos em 25/12/2011 10:30:05
A falta de comsciência dos motoristas e a falta de cuidado com os nossos irmãos sencientes, mostra o quanto nosso povo é atrasado espiritualmente, o quanto o desenvolvimento tecnológico não foi acompanhado pelo espiritual, o conceito antropomórfico que a maioria das pessoas cultua, é absolutamente errado e absurdo - entendam OS ANIMAIS NÃO ESTÃO NA TERRA PARA NOS SERVIR -
Pobres animais!
 
Guilherme Cerbella em 24/12/2011 12:27:05
É muito triste viajar para o interior e se deparar no caminho com vários bichinhos mortos na estrada...
 
Josy Araujo em 24/12/2011 05:31:59
É triste!
 
Isaac Pancini Cacho em 23/12/2011 12:18:40
PODERIA FAZE ESTUDO DE UMA CERCA VIVA NOS PONTOS MAIS CRITICOS
 
CARLOS ROSA em 23/12/2011 05:26:01
Lamenta-se que casos como esse continuem acontecendo em nosso estado. Isso poderia ser amenizado em grandes proporções, caso fosse colocado as cercas laterais de contenção e um grande número de tuneis servindo como passagem, evitando assim o atropelamento de muitos animais.
Acredito que se depender do poder público vai demorar ainda mais. Seria bom se alguma ONG tomasse conta. Conte comigo
 
José P. Barros em 23/12/2011 05:23:39
Lamentável o acidente... Dá dó ver o animal, qquer que seja ele, morto dessa forma.

E tbém um alerta pra quem costuma parar o carro na estrada pra dar aquela esvaziada na bexiga... A onça pode tá te olhando bem de perto, kkkkk!
 
arthur donavann em 23/12/2011 02:54:33
Que pena, mais um Animal da nossa fauna morto por falta de consciência dos motoristas.

 
Almir Paulino em 23/12/2011 01:28:42
Que pena, ela era linda!!
 
Aline Fernandes em 23/12/2011 01:28:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions