A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/03/2016 14:29

Chuva atrapalha colheita e dificulta escoamento de soja na região Oeste

Renata Volpe Haddad
Caminhões estão atolando nas estradas vicinais e dificulta escoamento da soja. (Foto: Direto das Ruas)Caminhões estão atolando nas estradas vicinais e dificulta escoamento da soja. (Foto: Direto das Ruas)

A chuva não para de atrapalhar a vida dos agricultores do Estado. Em Antônio João - distante 279 km de Campo Grande, a colheita da soja está atrasada e boa parte dos grãos estão estragando. Os produtores correm para tirar a soja das lavouras e plantar o milho, mas as estradas destruídas pelas chuvas travam o escoamento da produção.

O produtor de soja Anderson Fusch de Lima, comenta que não consegue colher os grãos por causa das chuvas e quando tem produto para escoar, os caminhões atolam nas estradas, causando mais transtornos.

"A situação está crítica. De 540 hectares que tenho de soja, colhi 180 até agora, porque as chuvas que caem por aqui são de 100 milímetros, o que prejudica ainda mais a situação", informa.

Fusch informa que pode perder até 30 hectares do grão. "Não consegui colher até agora toda a área plantada. Hoje (3), o sol apareceu e estamos aproveitando para colher até quando der, mas dos 30 hectares, eu vou colher para jogar fora, porque não presta mais", conta.

Situação nas estradas que dão acesso às fazendas, está crítica. (Foto: Direto das Ruas)Situação nas estradas que dão acesso às fazendas, está crítica. (Foto: Direto das Ruas)

Sobre o milho safrinha, Lima explica que conseguiu custeio com o banco para o plantio. "Já plantei 120 hectares e faltam mais 130. A janela do plantio é até dia 10 de março e vou correr o risco e plantar depois, mas se gear, é possível perder até 50% do que plantei", alega.

Isso porque, Anderson não tem como devolver o adubo e nem o grão. "O grão tem prazo de validade, mas o adubo posso até usar para outras coisas, mas vou arriscar", informa.

Segundo o prefeito Selso Rodrigues (Sem Partido), a chuva que caiu nos últimos dias deixou as estradas em situação de calamidade. "As chuvas foram em grande quantidade e até as ruas da cidade que não são asfaltadas, estavam um atoleiro", conta.

Conforme o prefeito, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) está no município desde ontem (3), trabalhando para arrumar as estradas. "Nos lugares mais críticos, hoje já serão liberados para tráfego e com a ajuda do governo, estamos trabalhando para não atrapalhar o escoamento da soja", enfatiza.

Soja colhida apresenta danos na qualidade. (Foto: Direto das Ruas)Soja colhida apresenta danos na qualidade. (Foto: Direto das Ruas)
 Caminhões atolam e prejudicam escoamento da safra. (Foto: Direto das Ruas) Caminhões atolam e prejudicam escoamento da safra. (Foto: Direto das Ruas)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions