A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/03/2015 15:41

Em pauta, sustentabilidade, eficiência produtiva e responsabilidade ambiental

Durante três dias, gratuitamente, produtores, técnicos e estudantes poderão visitar os 32 hectares de área, percorrer diferentes roteiros e participar de oficinas

Vanda Escalante
Na área Dinapec, participantes podem percorrer diversos roteiros (Foto: Reprodução)Na área Dinapec, participantes podem percorrer diversos roteiros (Foto: Reprodução)

Com o tema "Sustentabilidade: eficiência produtiva e responsabilidade ambiental", a Embrapa Gado de Corte abre nesta quarta-feira (11) a décima edição da Dinapec (Dinâmica Agropecuária), na vitrine tecnológica da Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande. Até sexta-feira (13), 14 unidades da Embrapa, além de entidades parceiras, vão expor suas tecnologias, visando o intercâmbio direto com os produtores, que poderão também falar de suas necessidade e sugerir novas pesquisas.

Os principais parcerios da Embrapa na realização da Dinapec são: Senar/MS, Fundação MS, Programa Geneplus-Embrapa, Unipasto, Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário).

Na Dinapec 2015 serão oferecidos minicursos, clínicas tecnológicas e roteiros tecnológicos temáticos abordando os seguintes temas: leite, iLPF (integração lavoura-pecuária-floresta), recuperação de pastagens degradadas, SAFs (sistemas agroflorestais), SPD (Sistema de Plantio Direto), FNB (Fixação Biológica de Nitrogênio), melhoramento genético animal, sanidade e nutrição animal. No site do evento está disponível a programação completa.

Entre as tecnologias em exposição permanente, estão: a integração lavoura-pecuária, o sistema silvipastorial, a produção de ovinos, coleção de forrageiras e manejo de pastagens. A apresentação de cada tecnologia é feita para grupos de 15 a 25 pessoas, demorando emn torno de 20 a 40 minutos.

Protótipo de integração lavoura-pecuária
O protótipo de cinco hectares está dividido em quatro áreas rotacionadas anualmente. Duas áreas permanecem com pastagens de piatã durante todo o ano; uma com soja na primavera-verão seguida de piatã no outono-inverno e a outra com milho ao invés de soja. Há acompanhamento bioeconômico da produção de carne (nelore), grãos e palhada.

Sistema silvipastoril
Neste sistema, clones de eucalipto foram consorciados com pastagens submetidas ao pastejo por ovinos. O eucalipto (citriodora e urograndis) foi implantado com mudas, cultivadas em recipentes de divesos volumes. As pastagens são de braquiária decumbens e os ovinos deslanados da raça santa inês.

Sistema de produção de ovinos
O sistema combina tecnologias de produção de ovinos recomendadas para a região Centro-Oeste. Os ovinos (deslanados da raça santa inês) são criados em pastagens solteiras de capim-massai e no sistema silvipastoril (eucalipto com braquiária decumbens).

Coleção de forrageiras
Na coleção foram incluídas todas as forrageiras lançadas pela Embrapa Gado de Corte e outras recomendadas para a diversificação das pastagens. Entre as gramíneas e leguminosas são apresentados os capins tupi, xaraés, arapoti, milênio, piatã, tanzânia, mombaça e massai; os estilosantes campo-grande e mineirão, o guandu mandarim, leucena, soja perene e cratília.

Manejo de pastagens
São abordados aspectos relativos à melhoria da eficiência de colheita da forragem produzida. Assim, a intensidade e frequência de desfolhação tornam-se ferramentas importantes no manejo da pastagem, uma vez que se respeite a velocidade de crescimento das plantas em função do clima.

Senar
No espaço do Senar/MS serão abordados os principais programas de atuação junto ao produtor rural, além da demonstração de uma ferramenta de Boas Práticas Agropecuárias e realização de duas oficinas abertas ao público do evento: "Combate a incêndios florestais" e "Gestão de resíduos na propriedade rural".

iLPF
Uma unidade de reforma de pastagens em integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF) foi implantada pela Fundação MS na área da Dinapec. No local serão apresentados casos de sucesso do sistema em Mato Grosso do Sul, como em áreas localizadas em Figueirão, Bela Vista e Santa Rita do Pardo, atendidas pelo programa Mais Inovação, do Senar/MS, que contam com suporte técnico da Fundação MS.

Leite
Cerca de 300 produtores visitarão a Dinapec para conhecer tecnologias sustentáveis da cadeia produtiva do leite, voltadas para a agricultura familiar, resultantes de um trabalho conjunto da Agraer e Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados), no circuito Produção Sustentável de Leite. Os produtores, assistidos pela assistência técnica da Agraer, são atendidos pela Chamada Pública do Leite em uma parceria com o MDA.

Melhoramento
O Programa Geneplus-Embrapa vai apresentar a história do melhoramento animal da Embrapa e as principais tecnologias geradas, com ênfase no Programa. Serão mostrados os resultados da aplicação da técnica de melhoramento nos rebanhos da Embrapa e de criadores parceiros. Estarão no local exemplares de animais da raça nelore da Embrapa e de várias fazendas.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions