A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/08/2016 14:13

Segunda etapa de vacinação contra aftosa em MS começa em novembro

Elci Holsback
Vacinação é obrigatória em todo rebanho (Foto: Iagro)Vacinação é obrigatória em todo rebanho (Foto: Iagro)

Resolução publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (11) dispõe sobre a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso do Sul, que começa à partir do mês de novembro.

De acordo com o decreto assinado pelo diretor-presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal de MS), Luciano Chiochetta é obrigatória a vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino do Estado cumprindo o seguinte calendário: No período de 1º a 30 de novembro devem ser vacinados todos os bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade e entre 1º de novembro e 15 de dezembro o produtor deve realizar  registro da vacinação do rebanho, via web.

No período de 1º de novembro a 15 de dezembro, deve ser vacinado todo o rebanho bovino e bubalino, de mamando a caducando, independente da idade, nas propriedades optantes pela vacinação na etapa de novembro. 

A Iagro alerta ainda que, após a efetiva vacinação é obrigatório o registro da mesma pelo produtor via web no Sistema de Atenção Animal da Iagro-Saniagro ou em casos específicos, e a critério da agência, em seus escritórios locais, que deverá ser feito no máximo até 15 dias após o encerramento da etapa vigente. 

A opção pela vacinação de animais em um dos períodos estabelecidos deve ser feita no momento da abertura da Ficha Sanitária no escritório da IAGRO e somente poderá ser alterada mediante solicitação à agência. A antecipação da vacinação contra febre aftosa é autorizada apenas em período de, no máximo, 15 dias antes das datas previstas para o início das campanhas, mediante envio de requerimento escrito e fundamentado assinado pelo produtor rural ou pelo seu representante legal, protocolizado no escritório local da Iagro no município de origem.

Suínos ovídeos e caprinos não devem ser vacinados contra febre aftosa. 

A primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa teve início na região de fronteira no dia 1° de abril e seguiu até 15 de maio. No Planalto, o período de vacinação foi entre 02 de maio e 1º de junho e no Pantanal, entre 02 de maio a 16 de junho.

Desde 2008, o Planalto e o Pantanal possuem status de área livre de febre aftosa com vacinação, de acordo com a OIE (Organização Internacional de Saúde Animal) e, em 2011 a região de Fronteira também adquiriu o status.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions