A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019


02/07/2019 07:27

Turismo religioso: Listamos os lugares preferidos dos sul-mato-grossenses

Em Mato Grosso do Sul o segmento de viagens motivadas pela fé tem busca de pacotes para lugares santos no Brasil e no exterior

Paulo Nonato de Souza
Grupo de sul-mato-grossenses em frente ao Santuário de Nossa Senhora de Lourdes, na cidade de Lourdes, na França (Foto: Telma Teixeira)Grupo de sul-mato-grossenses em frente ao Santuário de Nossa Senhora de Lourdes, na cidade de Lourdes, na França (Foto: Telma Teixeira)

Com a espiritualidade na bagagem e na mente. Isso até pode parecer um provérbio, mas é a constatação de uma tendência de mercado em que muitos brasileiros, incluindo os sul-mato-grossenses, ano após ano, estão preferindo roteiros do turismo religioso para curtir suas férias no Brasil e no exterior.

“É um mercado que está crescendo muito em Mato Grosso do Sul e no resto do país, sem dúvida”, disse a agente de viagens, Telma Teixeira, da agência Catedral Viagens, empresa campo-grandense especializada em turismo religioso.

Segundo ela, em Mato Grosso do Sul a procura pelo turismo religioso é tanta que dos 44 pacotes oferecidos pela agência para santuários no Brasil e na Europa, entre o segundo semestre deste ano e o primeiro semestre de 2021, sete estão esgotados e três já entraram na fase das últimas vagas.

Não apenas católicos, mas espíritas, muçulmanos, judeus, budistas, entre outros peregrinam todos os anos por conta de suas religiões. No Brasil, as viagens motivadas pela fé ocupam um espaço cada vez mais importante no setor turístico, constata o Ministério do Turismo. Dados do órgão revelam que o segmento movimenta mais de R$ 15 bilhões anualmente com destinos que possuem calendários de eventos exclusivos voltados para o turismo religioso em todo o país.

Entre os destinos religiosos nacionais, o Santuário de Aparecida, em Aparecida do Norte (SP), e o Santuário de Madre Paulina, em Nova Trento (SC) são os mais visitados pelos sul-mato-grossenses.

“As peregrinações nacionais normalmente são de ônibus. Mas no meu caso, para Aparecida, eu emito passagem aérea até Guarulhos e o cliente se desloca de ônibus fretado até o santuário”, disse Telma Teixeira. A distância entre o Aeroporto de Guarulhos e Aparecida é de 164 km pela via Dutra.

Santuário de Aparecida, um dos roteiros do turismo religioso preferido dos sul-mato-grossenses (Foto: Reprodução)Santuário de Aparecida, um dos roteiros do turismo religioso preferido dos sul-mato-grossenses (Foto: Reprodução)
Peregrinos campo-grandenses no Monte das Bem-Aventuranças, no Mar da Galileia, norte de Israel, onde Jesus Cristo proferiu o Sermão da Montanha (Foto: Telma Teixeira)Peregrinos campo-grandenses no Monte das Bem-Aventuranças, no Mar da Galileia, norte de Israel, onde Jesus Cristo proferiu o Sermão da Montanha (Foto: Telma Teixeira)

Veja os seis destinos preferidos dos sul-mato-grossenses adeptos do turismo religioso, conforme levantamento do canal de turismo Lugares Por Onde Ando, do Campo Grande News:

1 - Aparecida do Norte:

Roteiro religioso no Brasil que os sul-mato-grossenses preferem fazer de ônibus a partir de Campo Grande ou de cidades do interior, Aparecida do Norte fica no Vale do Paraíba, a 170 km de São Paulo.

A cidade é uma espécie de capital da fé religiosa no Brasil, maior país católico do mundo, e se desenvolveu em torno da descoberta da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, por pescadores, em 1717, nas águas do rio Paraíba do Sul.

Segundo a agência Catedral Viagens, Aparecida é tão requisitada pelos sul-mato-grossenses que os pacotes do segundo semestre - julho e agosto, outubro e novembro - já estão esgotados. Batizado de “Rumo à Casa da Mãe”, custa R$ 2.187 com pagamento em 9 parcelas de R$ 243 no cartão ou cheque.

2 – Santuário de Madre Paulina:

Em Nova Trento, Santa Catarina, distante 1.308 km de Campo Grande pela rodovia BR-267, o santuário é o segundo maior destino religioso do Brasil, ficando atrás somente do Santuário de Aparecida, em São Paulo.

Construído no alto de uma colina a 5 km de Nova Trento, o santuário catarinense homenageia Madre Paulina, uma imigrante italiana nascida Amábile Lucia Visintainer em 1865 na região do Trento, na Itália, que teve uma vida dedicada aos pobres e enfermos desde que chegou ao Brasil, aos 10 anos de idade, até a sua morte aos 77 anos. Seu primeiro milagre reconhecido foi a cura de uma gestante que sofreu hemorragia ao retirar o feto morto.

Se você preferir viajar de avião a partir de Campo Grande, há dois aeroportos próximos de Nova Trento: o Aeroporto Internacional de Navegantes (75 km) e o Aeroporto Internacional Hercílio Luz de Florianópolis (80 km).

3 - Jerusalem:

É um dos destinos internacionais mais procurados pelo turismo religioso. Nem poderia ser diferente, considerando tudo o que a cidade representa como lugar sagrado para o cristianismo, judaísmo e islamismo, onde Jesus Cristo foi levado ainda criança e foi crucificado.

Qualquer que seja a sua religião certamente você cresceu ouvindo, assistindo filmes ou lendo sobre Jesus Cristo, e Jerusalém está sempre no contexto. Por isso, estando em Jerusalém você se sente dentro da história ao visitar lugares, como o Muro das Lamentações, o Monte das Oliveiras, o Santo Sepulcro e o Monte Sião.

Atente para o fato de que Jerusalém é dividida em Cidade Velha e Cidade Nova. Embora os dois setores sejam recheados de atrações bíblicas, se o objetivo da viagem é o turismo religioso com certeza será atraído para a Cidade Velha. É onde estão o Muro das Lamentações, o Santo Sepulcro e o Monte das Oliveiras, por exemplo.

Na Cidade Nova tem o Museu do Livro com 930 manuscritos do Mar Morto, que revelam regras de higiene, valores éticos e comunitários da época, o Museu do Holocausto, a Torre de David, o Knesset e o parlamento israelense.

Não há voos diretos do Brasil para Israel e a viagem terá escala em Paris, Roma e Frankfurt, as mais escolhidas, ou Adis Abeba, na Etiópia, outra opção. Jerusalém é considerada a cidade mais importante de Israel com Tel Aviv em segundo lugar. São 66,9 km de distância entre as duas cidades, e seu ponto de chegada é o Aeroporto Internacional Ben Gurion, que fica no meio do caminho.

Também é possível chegar a Jerusalém por terra a partir do Egito ou Jordânia, únicas nações do Oriente Médio com as quais Israel tem relações diplomáticas. Ambos ficam no lado sul da fronteira israelense.

4 - Santiago de Compostela com Portugal:

É um dos principais na lista dos roteiros preferidos dos sul-mato-grossenses, segundo a agente de turismo religioso, Telma Teixeira. A viagem inclui Aljustrel, distrito de Santarém, na região de Fátima, Lisboa e Coimbra, em Portugal, até Santiago de Compostela, no noroeste da Espanha.

Aljustrel, a cidade dos três pastorinhos – Lúcia dos Santos e seus primos Francisco e Jacinta Marto - fica a 2 km da Cova da Iria, na região de Fátima. Aljustrel é o local das principais aparições da Santíssima Virgem Maria e onde está o Santuário de Fátima.

Referência mundial da fé católica, a cidade de Fátima cresceu a partir das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos em 1917. O Santuário em Cova da Iria, ainda tem a Basílica de Nossa Senhora do Rosário com os túmulos dos três pastorinhos, o Recinto das Orações, a Capela das Aparições, o Centro Pastoral Paulo VI, Casas de Retiro e a Igreja da Santíssima Trindade.

Coimbra não é só universidade, como é conhecida. A cidade foi ocupada pelos romanos e posteriormente pelos muçulmanos, reconquistada pelos cristãos no final do século IX. É um centro histórico importante com igrejas e edifícios antigos, monumentos e museus.

Lisboa, a capital portuguesa, não fica atrás em matéria de turismo religioso. Entre os atrativos estão a Sé, dedicada a Santa Maria Maior, construída no século XII, a Igreja de Santo Antônio, erguida no local onde o santo teria nascido, o Mosteiro dos Jerônimos e a Igreja de Santa Maria de Belém

A partir de Fátima, a forma mais barata de ir para Santiago de Compostela é de ônibus com custa entre R$ 110 e R$ 240. São duas alternativas para fazer o trajeto. Se você for pelas rodovias A1 e A3 são 422 km, se o trajeto for a rodovia A24 são 512 km.

5 - Santuários Marianos com Portugal e França:

O roteiro começa em Lisboa, depois, Fátima, Aljustrel, Tomar, Óbidos e Alcobaça, em Portugal, Lourdes, Gijón, Lisieux e Paris, na França. O itinerário de devoção mariana inclui santuários, como o Santuário do Pilar, Santuário de Torreciudad, Santuário de Montserrat, Santuário de Lourdes e Santuário de Meritxell.

São os cinco principais Santuários Marianos da Europa. Na lista de visitações estão a Igreja de Santo Antônio, em Lisboa, e a Basílica de Santa Terezinha do Menino Jesus, em Lisieux, dois atrativos marcantes da fé católica.

Dos cinco santuários, três ficam na Espanha: A Catedral-Basílica de Nossa Senhora do Pilar, o maior templo barroco da Espanha, no centro da cidade de Saragoza; o Santuário de Torreciudad, dedicado à Virgem Maria, uma bela fortaleza no Alto Aragão, região de Huesta, e o Santuário de Montserrat, construído na Idade Média e está na província de Barcelona.

Os outros dois estão na França e Andorra: O Santuário de Lourdes, na cidade de Lourdes, distante 829 km de Paris, construído em torno da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, uma das designações marianas atribuídas à Virgem Maria, e o Santuário de Meritxell, construído no período romano e reformado no Século 17. Fica na cidade de Meritxell, em Andorra, um principado localizado entre França e Espanha, onde o idioma principal é o catalão, depois o espanhol, português e francês.

6 - Roma com Assis, Cassia e Roccaporena:

A Itália é uma espécie de sinônimo de turismo religioso. Afinal, é onde fica o Vaticano, Santa Sede da Igreja Católica, a casa do Papa, berço dos principais santos do catolicismo, e qualquer que seja o objetivo da sua viagem ao país certamente terá algum tipo de contato com a história da fé religiosa.

Neste roteiro, as três cidades são verdadeiros símbolos religiosos. Tem o Santuário de Santa Rita de Cássia, na cidade de Cássia, região da Úmbria, província de Perugia. Distante apenas 7 km fica Roccaporena, cidade onde nasceu Margherita Lotti, a Santa Rita, em 1381, e alguns dos seus vestígios no lugar ainda são preservados.

De Cássia para Assis são 84 km. Assis é a cidade onde viveu Giovanni di Pietro di Bernardone, São Francisco de Assis, frade católico nascido em 1182 que dá nome ao atual Papa. É um vilarejo em estilo medieval e um dos seus pontos turísticos mais visitados é a Basílica de São Francisco, construída no Século 13 por ordem do Paga Gregório IX.

O passeio parte de Roma, capital e uma das principais cidades italianas, com distância de 185 km até a cidade de Assis. O roteiro religioso de Cassia, Assis e Roccaporena está entre os mais populares da Itália.

Vista de frente, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, construída em cima de uma gruta na cidade francesa de Lourdes (Foto: Reprodução)Vista de frente, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, construída em cima de uma gruta na cidade francesa de Lourdes (Foto: Reprodução)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.