ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 25º

Artigos

14 de abril - Dia Mundial do Café

Por Teresa Helena Macedo da Costa (*) | 14/04/2024 13:33

O café é um fruto extraordinário, que move a economia, a socialização, o paladar e a saúde dos indivíduos há muito tempo. No dia 14 de abril, comemora-se o dia mundial do café. O Brasil deve celebrar essa data pois é o maior produtor mundial de café com 38% da produção mundial. A bebida preparada a partir dos grãos de café torrados e moídos tem uma composição complexa e variável.

Os baristas que são pessoas treinadas na forma de selecionar e preparar o café utilizam essas características para desenvolver bebidas com composição e estímulos sensoriais especiais. A composição da bebida café pode variar em função do tipo de grão, método de torra, método de preparo que pode ter combinações da temperatura da água, espessura da moagem, tempo de filtragem e dos equipamentos utilizados para o preparo e filtragem.

No Brasil, o café é a bebida mais consumida depois da água. O consumo associado ao leite de vaca e comidas contendo cereais como pães, cuscuz, tapioca são muito populares. Os brasileiros identificam o consumo de café por conta de fatores como prazer, hábito e saúde.

 O café tem características funcionais interessantes devido ao seu conteúdo de compostos como xantinas, polifenóis e flavonóides. A cafeína é uma xantina presente no café, porém o consumo de café deve ser separado do consumo de cafeína isolada. Isso porque o café contém outras substâncias como, já mencionado, com papel importante no metabolismo.

Os polifenóis e flavonóides presentes no café têm atividade antioxidantes que protegem o organismo. O café também fornece magnésio, cromo, manganês e niacina. A niacina é uma vitamina formada durante o processo de torrefação do café.

O café por sofrer torrefação e extração em água quente e ser consumido como uma bebida apresenta metabolização mais fácil dos seus compostos e por isso importante capacidade antioxidante quando comparado com outras fontes desses compostos como chás, frutas e hortaliças.

Devido às características da bebida café, o seu consumo está associado a efeitos cognitivos, neuromusculares, endócrinos e metabólicos. O café é uma bebida associada a redução de risco para algumas doenças e condições como diabetes mellitus tipo 2, Parkinson, Alzheimer, morte por doenças inflamatórias e mortalidade em geral.

 O consumo de café está associado a melhora no desempenho cognitivo, manutenção do estado de alerta, desempenho e recuperação em esportistas. O consumo médio de café no Brasil é de uma e meia xícara por dia ou cerca de 163ml por dia. O consumo de 2 a 4 xícaras por dia (240 a 480 ml/dia) é o total sugerido em função do conteúdo de cafeína que não deve exceder 400mg por dia.

 Além disso, na alimentação saudável devem-se variar as fontes de alimentos e bebidas para garantir o adequado aporte de água e nutrientes. Por isso, outras bebidas além do café devem compor a dieta das pessoas durante o dia.

Convido você a celebrar essa data, tomando um bom cafezinho que deve ser tomado durante a manhã e à tarde, e é mais bem apreciado sem açúcar, pois garante a presença do sabor característico da bebida nas papilas gustativas após o seu consumo e menor aporte calórico da bebida.

(*) Teresa Helena Macedo da Costa é graduada em Nutrição pela Universidade de Brasília, em Educação Física pela Universidade de Brasília, mestra em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorad em Biochemistry And Physiology - University of Oxford, England. Pós-doutorado no Medical Research Council, Human Nutrition Research, Inglaterra. Estágio Sênior na Iowa State University, USA. Atualmente é professora da Universidade de Brasília.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do portal. A publicação tem como propósito estimular o debate e provocar a reflexão sobre os problemas brasileiros.

Nos siga no Google Notícias