A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

25/10/2011 12:30

Autoestima e determinação

Por Ivo Barbiero*

Ao abrir a Reunião Anual 2011 do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BIRD), encerrada em 15 de setembro, o presidente desta instituição, Robert B. Zoellick, fez um alerta quanto aos desdobramentos da crise em curso no Hemisfério Norte. Para ele, há risco de uma contaminação mais acentuada e generalizada do problema.

É importante ficarmos atentos às ponderações do executivo, detentor de grande volume de abalizadas informações. Ele diz ser plausível supor a possibilidade de que os tropeços experimentados pelas nações desenvolvidas coincidam com o agravamento da situação também nos emergentes. Tal tendência seria mais marcante a partir de agosto último, verificando-se uma deterioração dos mercados de capitais desses países, como a que afeta os Estados Unidos e Europa, bem como uma pronunciada diminuição dos fluxos de dinheiro.

Felizmente, todos esses sintomas ainda não se aplicam à economia brasileira. Um dos indicadores positivos é o volume de crédito ao consumidor, que, independentemente de suas oscilações naturais, segue o seu curso normal, assim como a emissão de cheques e as operações com cartão de débito e crédito.

Hoje, a economia nacional tem uma alavanca própria como não havia até 15 anos atrás. Está girando de maneira bastante independente das conjunturas externas. Não é casual o fato de termos conseguido ganhar a disputa para sediar competições da grandiosidade de uma Copa do Mundo da Fifa e uma Olimpíada ou de sermos escolhidos para receber, em 2013, a próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ), com a presença do papa Bento XVI. Somente estamos recebendo tudo isso porque temos capacidade econômica para a realização de eventos desse porte e magnitude. Não se trata de benevolência com os brasileiros. É puro mérito!

O Brasil tem economia equivalente ou até superior, não só em grandeza nominal do PIB, mas como em organização e mercado consumidor, a numerosos países desenvolvidos e à maioria das nações europeias. Precisamos, assim, nos livrar da autopiedade e da fama de subdesenvolvimento que herdamos do século passado. Devemos olhar o presente com mais autoestima e vislumbrar o futuro próximo com mais determinação, coragem e responsável otimismo.

Não se trata, absolutamente, de ignorar a grave crise fiscal dos Estados Unidos e Europa e os problemas que têm atormentado a economia internacional. Tampouco, devemos subestimar análises e alertas como os do presidente do BIRD. No entanto, é imprudente a contaminação precipitada pelo pessimismo, que pode até mesmo gerar um efeito em cascata nos investimentos, consumo e crédito, criando-se uma crise onde não haveria razões concretas para sua existência.

Do mesmo modo que a real crise no Hemisfério Norte e em países em desenvolvimento não pode ser tratada com amenidades, exigindo soluções firmes e eficazes, não podemos administrar remédios em exagero à nossa saudável economia, sob pena de lhe causar um choque anafilático. Assim, vamos trabalhar, produzir e investir e, claro, continuar cobrando de nossas autoridades as reformas tributária, fiscal e trabalhista, juízo fiscal, equilíbrio nos juros e no câmbio, segurança jurídica e menos burocracia. Estas sim são demandas persistentes, cujo atendimento pode nos conduzir a uma situação ainda melhor.

() Ivo Barbiero, economista, é presidente da ProScore, Bureau de Informação e Análise de Crédito.

Antônio Baiano – Um Gigante
Roseli Marla, minha cunhada querida, neste momento de profunda tristeza que todos estamos vivendo com a morte prematura do nosso querido Antônio Baia...
Projeto de lei pretende punir quem ocultar bens no divórcio
Quem milita na área do Direito de Família está, infelizmente, mais do que acostumado a se deparar com inúmeros expedientes para fraudar o direito à m...
Internet, Vínculos e Felicidade
A cada dia estamos passando mais tempo em celulares e computadores. Tanto que muitas vezes, quando maratonamos seriados, até a televisão pergunta: "t...
Origem espiritual da Profecia
Em minha obra Os mortos não morrem, transcrevo estudos abalizados e relatos interessantíssimos sobre a realidade da vida após o fenômeno chamado mort...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions