A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

04/02/2014 08:28

Súplicas de uma avó

Ruben Figueiró (*)

Nestes doze meses de meu exercício da honrosa missão de senador da Republica, dentre as funções que o alto cargo impõe e para as quais tenho dado o maior de meu empenho para cumpri-los com exação, ressalto a de ouvir sempre o que as pessoas tem a me dizer.

Há outras atividades que considero com liames profundos com a missão senatorial. Uma delas, a atenção aos apelos que se recebe, ora pessoalmente, outras pelos mais variados meios de comunicação, cartas, telefonemas, e-mails ou mesmo através de pessoas solidárias.

Desses apelos, sugestões ou mesmo súplicas, recebo de uma senhora, avó, preocupadíssima com o sofrimento de um neto, ainda de tenra idade, necessitado de um submeter a um transplante de medula. Todos sabem das dificuldades para o meio compatível para a concretização de um procedimento médico dessa ordem. A súplica daquela avó emocionou-me e me fez solidário à sua sugestão no sentido de se obter uma lei que facilitasse a realização de transplantes.

Fui à luta. Pedi pareceres a consultoria legislativa do senado, que, por sua vez, consultou respeitáveis médicos especialistas, sobretudo no departamento de oncologia do conceituado Hospital Sírio Libanês de São Paulo, sob a orientação do doutor professor Paulo Hoff.

Preparei assim o projeto de lei de numero 521/2013 que viabiliza a expansão da atividade transportadora de células do sangue do cordão umbilical. O projeto altera lei existente, a de nº 9.434/04 / 2/1992 que estabelece “salvo manifestação de vontade da mãe em contrario, presumisse autorizada a doação”. Esse o fulcro da modificação pleiteada no meu projeto é importante, pois ela (a doação) passa a ser presumida, ou seja, mesmo no silencio da mãe, procede-se a coleta do sangue do cordão umbilical e da placenta para fins de transplante.

A súplica vinda do amor divino de uma avó representa acima de seu sublime conteúdo emocional, uma valiosa contribuição a ação do legislador, ao qual sentimentalmente me curvei. Quem não se curvaria?. Creio que a tramitação legislativa pelo senado e depois pela Câmara dos Deputados poderá ser demorada. De qualquer forma sinto-me desde já recompensado, sobretudo com a consciência de ter dado curso a um apelo angustiante e maternal de quem deseja o restabelecimento da saúde de todos quantos necessitam de tratamento de cânceres, doenças hematológicas e, muito em breve, em razão de adiantados estudos, para cura de diabetes, lesão cerebral e até infarto do miocárdio.

Ouvir e compreender para poder dar curso a súplicas objetivando a formulação de leis que emanam do povo é a mais nobre missão do legislador.

(*) Ruben Figueiró, senador da República (PSDB/MS)

A dedicação que fez a diferença
Em Botucatu-SP, a chegada em 1963 da antiga Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas (FCMBB) se fez pela dedicação de muitos. Seu estabelecimento c...
O roubo amago do cedro!
A história de um país que remete-nos a antiguidade histórica também leva-nos a homenagear nesse 22 de novembro a história de um povo que carrega em s...
Quando tudo podemos, o que queremos?
A feminilidade atual convive com o tempo e não é obscurecida pela maturidade, ao invés, resplandece, iluminada por uma luz que transcende os modelos ...
Imposto sindical e o fim da sua obrigatoriedade
O “imposto sindical”, assim denominado pela CLT no atual artigo 578, é uma contribuição obrigatória devida por todos aqueles que participarem de uma ...


Uma das poucas boas coisas que aconteceram no cenário político nesses ùltimos dez anos, foi o senhor, Senador Ruben Figueiró, ter ocupado uma cadeira no Senado de nossa República.
 
Honório Lucio em 04/02/2014 11:09:36
FICO MUITO FELIZ,AINDA TEM PESSOAS BOAS NESTE MUNDO,PORQUE EU TAMBEM SOU VÓZINHA DO CORAÇAO DO MEU LINDO E MARAVILHADO NETO,QUE DEUS ABENÇOA ESSA PESSOA QUE SE FEZ TEMPO AO SE DEDICAR A ESSA VOZINHA,QUE TANTO PRECISA. QUE DEUS TE ILUMINA SEMPRE EM TODOS OS MOMENTOS DA SUA VIDA.SUCESSO VOZINHA.
 
ruth da silva pinheiro. em 04/02/2014 10:16:26
Parabéns Senador... o cargo público e o poder não o tornou desumano como acontece com a maioria. Em meu nome e de todas as avós deste país eu o reverencio por esse ato nobre. Só um espírito elevado consegue alcançar as reais e por muitas vezes simples, necessidades de seu povo. Muito obrigada! Tendo feito sua parte, espero sinceramente que a partir de agora sua intenção (nossa tbém) não fique esquecida em uma gaveta qualquer.
 
Regina Cavalcanti em 04/02/2014 08:57:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions