ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  11    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Envolvidos em assalto a policial militar são presos no Paraguai

Militar teve a caminhonete e uma pistola roubadas na manhã de quarta-feira (20) em Ponta Porã

Por Ana Paula Chuva | 21/04/2022 15:03
Três dos homens presos no Paraguai (Foto: Divulgação)
Três dos homens presos no Paraguai (Foto: Divulgação)

Suspeitos de assalto a policial militar em Ponta Porã, distante 313 quilômetros de Campo Grande, foram presos em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, durante operação do Departamento de Investigações da Polícia Nacional, acusados de roubarem uma caminhonete e uma pistola.

O roubo aconteceu na manhã de quarta-feira (20). O militar de 42 anos estava em frente à uma clínica esperando sua filha, em uma Toyota Hillux, quando foi abordado por um dos assaltantes. O suspeito abriu a porta do veiculo e apontou a arma para a cabeça da vítima.

Conforme o boletim de ocorrências, o autor percebeu que a vítima também estava armada e começou a gritar “Não pega, não pega”. O policial então saiu do carro com as mãos para cima e o assaltante saiu com o veículo em direção ao Paraguai, levando a arma junto.

Por ter dispositivo de segurança, a caminhonete acabou desligando automaticamente e foi encontrada 30 minutos depois na Rua Marechal Floriano com as chaves no contato. No entanto, a arma do policial não estava no veículo.

Equipes da polícia sul-mato-grossense e da polícia paraguaia iniciaram as buscas pelo autor, já que as informações eram de que ele teria atravessado para o país vizinho e, inclusive, que a pistola do policial já estava sendo vendida nas redes sociais.

Conforme o comissário Javier Flores, chefe de investigações de Amambay, com o anúncio da venda da arma, os policiais identificaram e prenderam Derlis Ferreira como envolvido no roubo. Foram realizadas então buscas no Bairro Defensores del Chaco, na Vila Santa Teresa.

Uma das armas apreendidas na operação (Foto: Divulgação)
Uma das armas apreendidas na operação (Foto: Divulgação)

Em uma casa na região, os policiais encontraram dois homens, identificados como Alexsandro Pereira Valde, 22 anos, brasileiro e Kevin Cuenca Ferreira, 24 anos, paraguaio. No local foram apreendidos ainda uma pistola 9 milímetros, carregador, uma espingarda calibre 12 municiada e balas calibre 40, celulares e roupas.

Na mesa região, em outra casa, os policiais fizeram a prisão do Marcio Pereira Valdez, 30 anos. Foram apreendidos ainda com uma pistola Glock com carregador alongado, celular e eletrônicos no local.

De acordo com Javier, Márcio estaria ligado a ataque ao suposto narcotraficante Ederson Salinas Benítez, o “Ryguasu”.  Todos os brasileiros não tinham documentação que justificasse a permanência no Paraguai.

(Com informações Ponta Porã News).

Nos siga no Google Notícias