ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Sem leitos, MS tem hoje 7 pacientes com covid na fila de espera por uma vaga

Ontem eram nove pacientes nessa condição segundo a Central de Regulação do Estado

Por Paula Maciulevicius Brasil | 09/03/2021 10:12
UTI's do Estado já não têm mais vaga para receber pacientes com covid-19. (Foto: Arquivo)
UTI's do Estado já não têm mais vaga para receber pacientes com covid-19. (Foto: Arquivo)

Com fila de espera para conseguir UTI de covid-19 no Estado, o titular da Saúde é categórico. "Vaga surge se a pessoa vier a óbito". O colapso pré-anunciado pelo secretário estadual de Saúde Geraldo Resende está se revelando em números. Ontem eram nove pacientes com covid-19 à espera de UTI ou leito clínico em enfermaria, hoje o número está em sete.

A fila que parece pequena mostra o quadro que Resende reforça que vem dizendo há meses. "É resultado da não adesão da população aos cuidados, resultado das aglomerações, das festas clandestinas, dessa mobilidade social intensa, dos negacionistas, da turma que não acredita na vacina. É tudo isso, uma mistura de explosivos e que está acontecendo em todo o País", alerta.

Só ontem, foram 724 internações, número até então recorde desde o início da pandemia.

Sem vagas - Dos sete pacientes com covid que estão na fila, seis deles esperam vaga em UTI e o outro em leito de enfermaria. Os dados são da coordenadoria de regulação de vagas do Estado e não incluem Campo Grande e Dourados que têm central de regulação própria.

Com os números em alta, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deve anunciar ainda hoje medidas restritivas em transmissão on-line. A volta às aulas presenciais devem sofrer alteração, além do toque de recolher, que se seguir a sugestão feita pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, deve ser a partir das 20h.

Na Capital, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) voltou a fazer barreiras sanitárias nas entradas da cidade, além de desinfecção em ruas e terminais e aumento na fiscalização.

O Campo Grande News solicitou dados da fila de espera em Campo Grande à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Dourados - Segundo o secretário municipal de Saúde de Dourados, Frederico de Oliveira Weissinger, na manhã de hoje não há espera para leitos clínicos. Ontem os dois pacientes que aguardavam vaga em UTI foram colocados em terapia intensiva.

(Colaborou Helio de Freitas)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário