A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

22/04/2011 14:14

Adiado para dia 20 de maio júri de acusada de mandar matar ex-marido

Nadyenka Castro

Julgamento seria dia 29

Cynthia, quando foi presa em 2008. Ela agora aguarda o julgamento em liberdade. (Foto: Arquivo)Cynthia, quando foi presa em 2008. Ela agora aguarda o julgamento em liberdade. (Foto: Arquivo)

O julgamento de Cyntia Carvalho Martins, apontada como mandante do assassinato do ex-marido, o empresário Alci Pedro Arantes, que estava agendado para o próximo dia 29 foi adiado a pedido do MPE (Ministério Público Estadual).

O promotor Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos alegou que estará em “compromissos institucionais” na data e pediu a redesignação do júri.

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, aceitou o pedido e marcou o julgamento para 20 de maio, a partir das 8 horas.

De acordo com a acusação, Cynthia mandou matar o ex-marido para receber herança. Alci, que era irmão do prefeito de Rochedo, Adão Pedro Arantes, foi morto com um tiro, dentro da caminhonete dele, em frente à casa da ex-mulher, quando buscava a filha para leva-la à escola.

Foram condenados pelo crime e estão presos João Batista Domingos, Carlos Vieira Gonsalez, André Lima Silva e Carlos Ximenes Paiva.

O advogado Gilson Gomes da Costa, que era acusado de ser o intermediador entre Cynthia e o João Batista, que foi quem negociou com os executores, foi absolvido em julgamento realizado na semana passada.

Absolvido advogado acusado de intermediar assassinato de empresário
Resultado do julgamento nesta sexta foi de 5 votos a 2Por 5 votos a 2, o advogado Gilson Gomes da Costa foi absolvido nesta sexta-feira no Tribunal ...
Novas provas levam 6 à prisão por morte de empresário
Novas provas sobre o assassinato do pecuarista e empresário Alcir Pedro Arantes, ocorrido em 2006, levaram à prisão na semana passada de seis acusado...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions