A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/12/2012 10:01

Adolescente suspeito de ataque a prédio da PM se entrega à Polícia

Francisco Júnior
Na esquerda, com a camisa da Argentina, Roberto Félix. Já na direita, de vermelho, Luan Ângelo  (Foto: Nyelder Rodrigues)Na esquerda, com a camisa da Argentina, Roberto Félix. Já na direita, de vermelho, Luan Ângelo (Foto: Nyelder Rodrigues)

Um adolescente de 17 anos suspeito de estar envolvido no ataque ao prédio da Polícia Militar no bairro Moreninhas, em Campo Grande, na terça-feira passada, se apresentou hoje pela manhã na Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude). Ele está acompanhado de familiares e do advogado Marcos Ivan.

De acordo com o advogado, o adolescente nega qualquer envolvimento no caso. Disse apenas que conhece os outros suspeitos, pois são amigos de infância e moram no mesmo bairro.

Conforme Marcos Ivan, o garoto afirma que não ajudou a queimar a moto Biz usada pelos homens para ir até o prédio e jogar a granada. E que no dia do ataque estava na casa de parentes no bairro Mario Covas.

O garoto confirmou, segundo o advogado, que recebeu uma ligação dos suspeitos logo após o ataque. “ Foi um momento de impulso de juventude para contar vantagem”, disse Marcos Ivan justificando a ligação recebida pelo seu cliente.

Ontem (4), a Polícia apresentou dois jovens como sendo autores do atentado contra o prédio. Luan Ângelo da Silva Negreiros Martins, de 18 anos, é apontado como a pessoa que lançou a granada. Roberto Félix Acunha Barboza Ferreira, de 20 anos, é apontado como quem conseguiu o artefato.

A Polícia está à procura de outro adolescente de 17 anos que seria quem pilotava a moto que transportava Luan.
O ataque aconteceu no dia 27 de novembro. A grana foi lançada, mas não explodiu. No momento do ataque estava apenas uma policial de plantão no prédio.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions