ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  24    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Apontado como responsável por atirar e matar adolescentes continuará preso

Dos cincos envolvidos no crime, apenas João Vitor não havia passado por audiência de custódia

Por Bruna Marques | 08/05/2024 11:54
Corpo do garoto de 13 anos chegando no Cemitério Memorial Park para ser velado no sábado (4) (Foto: Marcos Maluf)
Corpo do garoto de 13 anos chegando no Cemitério Memorial Park para ser velado no sábado (4) (Foto: Marcos Maluf)

Apontado como responsável por atirar em dois adolescentes de 13 anos, João Vitor de Souza Mendes passou por audiência de custódia na manhã desta quarta-feira (8) e, assim como os comparsas, teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Jorge Tadashi Kuramoto.

Investigação da Polícia Civil aponta João Vitor como responsável pelos disparos que atingiram e mataram os adolescentes por engano, na Rua Flor de Maio, na sexta-feira (3). O rapaz se apresentou na Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) na tarde de segunda-feira (6), um dia depois que os comparsas foram presos.

Rafael Mendes de Souza, 18 anos, conhecido como “Jacaré”, Nicollas Inácio Souza da Silva, 18, George Edilton Dantas Gomes, 40, e Kleverton Bibiano Apolinário da Silva, 22 anos, o “Pato Donald", tiveram prisão preventiva decretada ontem. Eles foram indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e tentativa de homicídio.

Rafael guardava a motocicleta usada no crime em casa. Nicollas pilotava a moto. George é o motorista de aplicativo que ajudou a dupla a fugir; e Kleverton, presidiário apontado como dono da arma e mandante do atentado.

Nicolas aparece à esquerda, George (motorista) no meio, Rafael de branco e Kleverton à direita da imagem (Foto: Divulgação)
Nicolas aparece à esquerda, George (motorista) no meio, Rafael de branco e Kleverton à direita da imagem (Foto: Divulgação)

O caso - De acordo com o boletim de ocorrência, a perícia encontrou 14 capsulas de munição 9 milímetros onde os adolescentes foram assassinados. A Polícia Militar foi acionada por volta das 22h30, para atender a ocorrência de homicídio por disparo de arma de fogo.

Testemunhas disseram para os policiais que os jovens haviam sido alvejados por engano, após dois homens em uma moto preta passarem atirando contra um rapaz que estava vendendo droga na esquina da casa onde as vítimas estavam sentadas. Ainda conforme testemunhas disseram para os policiais, o alvo dos bandidos correu em direção aos adolescentes para tentar fugir.

Os disparos foram efetuados pelo garupa da moto. A menina foi atingida no rosto, pescoço e braço. Já o garoto foi morto com tiro no tórax. Um dos tiros acertou o portão de uma casa que está desocupada. As vítimas foram socorridas por equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Corpo de Bombeiros, mas não resistiram aos ferimentos.

Armas e celulares apreendidos com envolvidos no atentado apresentados em coletiva (Foto: Paulo Francis)
Armas e celulares apreendidos com envolvidos no atentado apresentados em coletiva (Foto: Paulo Francis)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias