A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

13/12/2017 14:22

Audiência sobre morte de Kauan tem 20 testemunhas nesta tarde

Caso os depoimentos não tomem toda a tarde o acusado também poderá ser ouvido

Guilherme Henri e Geisy Garnes
 juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campo Grande (Foto: André Bittar) juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campo Grande (Foto: André Bittar)

Pelo menos 20 testemunhas serão ouvidas na tarde desta quarta-feira (13) durante a primeira audiência sobre a morte de Kauan Andrade Soares dos Santos, de 9 anos.

Investigações apontam que o menino foi estuprado até morte e depois esquartejado no dia 25 de junho deste ano. O principal suspeito é Deivid Almeida Lopes, 38 anos, que ainda é apontado no mesmo processo como o suspeito de estuprar outras nove crianças e adolescentes.

A audiência é presidida pelo juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campo Grande. As testemunhas que serão ouvidas são de acusação e defesa. Entre elas estão sete crianças que o acusam de estupro, os adolescentes envolvidos no caso e policiais que participaram das investigações.

Caso os depoimentos não tomem toda a tarde o acusado também poderá ser ouvido. O magistrado explicou que ao fim da audiência serão esclarecidos de fato os crimes que Deivid irá responder.

Advogado Alexandre Farias (Foto: André Bittar)Advogado Alexandre Farias (Foto: André Bittar)

Alexandre Farias, advogado do acusado, diz que a audiência é essencial, pois hoje é que será definida ou não a materialidade do crime. “Hoje saberemos o que de fato está acontecendo. Existem muitas contradições nos depoimentos”, afirma.

Absolvição - O juiz antecipou a audiência que aconteceria no dia 18 de dezembro. Na decisão, o magistrado ainda negou o pedido de absolvição sumária feito pela defesa de Deivid, sob o argumento de que como o corpo não foi encontrado, não há prova de materialidade do crime.
Para o juiz, os fios de cabelo e marcas de sangue encontrados no veículo do suspeito são provas suficientes para a comprovação do crime.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions