A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/10/2015 14:07

Bernal diz que recurso é insuficiente e atrasa início da operação tapa-buraco

Michel Faustino e Ricardo Campos Jr.
Bernal afirmou que quer fazer o máximo possível com o que tem. (Foto: Gerson Walber)Bernal afirmou que quer fazer o máximo possível com o que tem. (Foto: Gerson Walber)

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) declarou na tarde de hoje (15) ao deixar a festa dos professores na sede do clube de campo da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação) que o recurso disponível para realização do serviço de tapa-buraco é insuficiente, no entanto, o objetivo é “fazer o máximo possível com o que tem”. A prefeitura deveria dar início a operação tapa-buraco na manhã desta quinta-feira (15), mas Bernal diz que só amanhã terá definição dos locais.

A operação terá orçamento curto, de R$ 1,5 milhão, valor que corresponde a metade do que se gastava por mês (R$ 3 milhões) até o início do ano com o serviço. A ação é emergencial e cobrirá as vias de maior movimento. Não há recursos para recuperar todo a malha viária que precisa de reparo.

“Vamos tentar fazer o máximo possível com o que temos de recurso. O valor é muito pouco, e quando acabar, acabou”, disse.

Bernal destacou que vai recorrer aos serviços das empresas com contratos já firmados com o município. A estrutura (limitada) própria da prefeitura, de pessoal e equipamentos, também será utilizada.

Entre os trechos prioritárias do tapa-buraco, estão vias como a Bandeirantes, Cônsul Trad Manoel da Costa Lima. Ernesto Geisel, Dom Aquino, Cândido Mariano, Antonio Maria Coelho, além de outras vias de trânsito intenso. O cronograma oficial do serviço ainda não foi divulgado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions