A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/03/2014 08:19

Com 1 carro para cada 14 policiais civis de plantão, categoria denuncia descaso

Graziela Rezende

Com apenas um veículo em cada delegacia 24h da Capital, os policiais civis se dizem indignados com o descaso das autoridades. A categoria, que fez deliberação de greve para o próximo mês, denunciou ao Campo Grande News que 28 investigadores dividem diariamente dois carros, para fazer os mais vários serviços como realizar buscas ou flagrantes em casos de homicídio, levar adolescentes infratores ao Ministério Público e até buscar marmita aos presos.

“Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, por exemplo, estamos circulando com um Blazer ultrapassada, com 293 mil quilômetros rodados. É um carro não caracterizado, que usamos para realizar todas as atividades diárias. Quando chegamos em um local de homicídio, por exemplo, muitas vezes nem somos respeitados por conta do estado destes carros”, afirma um policial plantonista.

Recentemente, ele conta que os policiais civis se juntaram e consertaram os faróis da caminhonete. “Nós fizemos vaquinha aqui constantemente. Tivemos uma perseguição na rodovia há alguns dias, mas o carro não chegou a 100 km/h e perdemos o bandido. É uma vergonha estar acontecendo isso, enquanto que entregaram 100 viaturas para o interior do Estado, há 11 dias”, diz o policial, que prefere não se identificar.

Já na delegacia central, que também funciona 24h, o policial ressalta a situação do veículo Logan, o único existente no local. “Recentemente tivemos de fazer o transporte de 15 presos com o apoio da Guarda Municipal. Eles foram em três viaturas, enquanto que nós escoltamos atrás com veículo particular. E se eles pensassem em fazer algo, como teríamos condições de segurar esses presos?”, argumenta o policial.

A indignação da categoria ocorreu principalmente por conta de uma solenidade na Capital, onde houve a entrega de 100 novas viaturas às policias militar, civil e rodoviária estadual. “Em Bonito (a 257 km da Capital), a viatura mais antiga é de 2011. Eles receberam agora a quinta viatura e possuem apenas quatro investigadores. Será que lá a demanda é maior do que a Capital?”, ressalta o investigador.

Segundo o presidente do Sinpol/MS (Sindicato da Polícia Civil do Estado), Alexandre Barbosa, esta é a principal reivindicação da categoria para este ano. “Temos uma assembleia marcada com o governador prevista para o dia 22 de março. Será o momento de falar sobre estas situações e reivindicar melhores condições de trabalho”, disse.

Licitação – O titular da Sejusp/MS (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), Wantuir Jacini, diz que licitações para a chegada de 44 viaturas à Capital, além das regiões Norte e Leste do Estado já estão em andamento.

“Fizemos um plano de necessidades e 35 delas tiveram prioridade. Porém, mais 44 veículos serão entregues ainda este ano, incluindo as duas Depac's da Capital. São carros destinados a todos os órgãos de segurança pública”, finaliza o secretário.

Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...
Homem tem corpo queimado em acidente doméstico e morre na Santa Casa
Após dois dias internado, José Loureiro da Cruz, 49 anos, morreu por volta das 6h30 desta sexta-feira (15) na Santa Casa em decorrência de acidente d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions