ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Com marido em coma, esposa pede ajuda para identificar causador de acidente

Imagens mostram vítima tentando desviar e evitar batida, mas é impossível identificar placa e modelo do carro

Por Lucia Morel | 14/05/2022 16:50

Em estado grave na Santa Casa, o garçom Robson Elias de Figueiredo Barretos, de 38 anos, sofreu acidente há quase uma semana e agora, família quer descobrir quem é o motorista que provocou a batida que impediu o trabalhador de chegar em casa.

Garçom de loja de hambúrguer da avenida Bom Pastor, Robson voltava para casa de moto na madrugada de segunda-feira passada, dia 9, pela rua Conde de Boa Vista, que é preferencial, quando um veículo preto avançou sem parar pela rua Cabo Verde, no Jardim Tijuca. As imagens mostram Robson tentando desviar e evitar a batida, mas a moto acaba pegando na traseira do carro e a vítima é então arremessada.

Robson segurando a filhinha mais nova no colo. (Foto: Arquivo da família)
Robson segurando a filhinha mais nova no colo. (Foto: Arquivo da família)

O motorista do veículo, no entanto, segue o caminho normalmente, sem parar ou voltar para prestar socorro. As imagens das câmeras de segurança foram coletadas pela família de Robson e a esposa dele Tatiane Lopes Rodrigues, 29 anos, afirma que querem ajuda para identificar o motorista que fugiu.

“No que o carro entrou na avenida, o Robson bateu na traseira do carro, quebrou até um pedaço da traseira que está aqui com a gente”, disse. No momento do acidente, segundo casal que encontrou Robson, ele chegou a conversar e andar, mas depois de encaminhado a atendimento, ele piorou.

Na Santa Casa, onde está internado em coma induzido, informaram à esposa que ele teve um intratraumatismo, o que formou um coágulo em sua cabeça. Robson já passou por cirurgia, tentaram acordá-lo, mas ele precisou ser sedado novamente porque não apresentou estabilidade hemodinâmica.

Tatiane diz que nas imagens, por ser de noite, não é possível visualizar a placa nem o modelo do carro. Por isso, pede ajuda para identificar o autor do acidente. “Ele precisa ser responsabilizado”, sustenta.

Robson tem quatro filhos, sendo três caçulas deles com Tatiane. O mais velho, de 16 anos, mora em Portugal e está a caminho de Campo Grande para acompanhar a situação do pai. “Ele está desesperado”. Os demais filhos têm 11, 3 e 3 meses de idade.

Nos siga no Google Notícias