ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Com pouquíssima procura, Centro de Testagem da Covid vai fechar na Capital

Demanda por exames diminuiu muito nos últimos meses e local fechará após 9 meses de funcionamento

Por Caroline Maldonado e Mariely Barros | 14/05/2022 14:50
Sala de espera vazia no Centro de Testagem da Covid-19, nesta tarde (Foto: Mariely Barros)
Sala de espera vazia no Centro de Testagem da Covid-19, nesta tarde (Foto: Mariely Barros)

Apenas duas pessoas aguardavam para fazer exames no início da tarde de hoje (14), no Centro de Testagem da Covid-19, que fica na Rua Barão do Rio Branco, em frente à Praça do Rádio Clube, no Centro de Campo Grande. Com pouca demanda, após nove meses de funcionamento, o local fechará no inicio da semana que vem.

No local, os funcionários plantonistas não sabem se o centro abrirá na segunda-feira (16), mas confirmam o atendimento no domingo (15),  das 7h às 17h. A assessoria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou que haverá atendimento na segunda.

O Centro de Testagem foi inaugurado no dia 10 de agosto de 2021 com a expectativa de fazer 350 testes diariamente sem necessidade de agendamento. Os atendimentos ocorrem no piso superior do prédio do Campus 2 da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), que cedeu o espaço à Prefeitura de Campo Grande.

Em janeiro desde ano, a procura aumentou muito e somente no dia 8 daquele mês 656 testes foram realizados, sendo que 185 deram positivo, correspondendo a uma taxa de 28,2% de positividade.

Por muitas semanas, o local ficou com filas enormes, apesar de outros diversos pontos da cidade oferecerem o serviço. Porém, a demanda diminuiu bastante nos últimos meses.

Todos os drive-thru de vacinação da covid também já foram desativados na Capital. Em março, fecharam também os drive de testagem oferecidos em parceria com a Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande e Corumbá. Entre janeiro e março, mais de 20 mil testes foram realizados nas duas cidades.

Nos siga no Google Notícias