A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

27/06/2016 14:41

CPI das vacinas ouve Instituto Butantan e servidora da Saúde na quarta-feira

Será a primeira rodada de depoimentos prestados à CPI que investiga o sumiço de vacinas da H1N1 em Campo Grande

Michel Faustino
Vereadores Lívio Viana, Edson Shimabukuru, Alex do PT, Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Chiquinho Telles (PSD), integrantes da CPI. (Foto: Divulgação)Vereadores Lívio Viana, Edson Shimabukuru, Alex do PT, Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Chiquinho Telles (PSD), integrantes da CPI. (Foto: Divulgação)

Os parlamentares que integram a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), criada na Câmara Municipal para investigar o sumiço de vacinas contra o vírus H1N1 – causador da gripe A – na rede pública de Saúde de Campo Grande, ouvem nesta quarta-feira (29), a partir das 15h, o diretor do Instituto Butantan Marcelo De Franco e a coordenadora de imunização da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Kátia Mougenot.

Na ocasião, os parlamentares devem questionar o representante do Butantan, dentre outros assuntos, sobre a declaração do secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, de que os frascos encaminhados pelo Ministério da Saúde teriam vindo com menos doses: oito ao invés de dez. O instituto, sediado em São Paulo, é responsável por produzir as vacinas contra a gripe oferecidas na rede pública,

Informações – Nesta segunda-feira (27), os vereadores Alex do PT (presidente), Livio Viana (PSDB) (relator), Chiquinho Telles (PSD), Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Edson Shimubukuru (PTB) devem encaminhar novos ofícios para coleta de dados. Até o momento, Butantan, SES e Polícia Civil já compartilharam informações com a CPI.

A comissão ainda aguarda a confirmação de uma videoconferência no dia 1º de julho, com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues.

Números da gripe – De acordo com último boletim epidemiológico divulgado, até agora, foram 18 mortes registradas em Campo Grande por conta da gripe A. Em Mato Grosso do Sul, segundo a SES, o número de confirmações da doença já é de 324. Segundo dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a campanha cobriu 91,24% do público alvo, sobrando 32.381 doses de vacina contra a gripe H1N1 com destinação incerta, de um total de 195 mil doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde.

Prefeitura diz que está à procura de 10 mil vacinas para professores
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou na manhã desta segunda-feira (27) que está procurando vacinas para comprar e atender à ordem judicia...
Instituto Butantan virá à Capital para falar sobre envio de vacinas
Vereadores que integram CPI da Vacina se preparam para ouvir representante do Instituto Butantan, que virá pessoalmente à Capital para explicar como ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions