ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Depois de 2ª internação por “covengue”, Delcídio do Amaral tem alta

Ex-senador terá de ficar em isolamento, mas foi liberado por médicos para ir para casa

Por Anahi Zurutuza | 05/08/2020 13:36
Delcídio do Amaral publicou selfie tirada com funcionária do Hospital da Cassems (Foto: Facebook/Reprodução)
Delcídio do Amaral publicou selfie tirada com funcionária do Hospital da Cassems (Foto: Facebook/Reprodução)

Vinte dias depois de descobrir estar com a covid-19 e da 2ª internação, o ex-senador Delcídio do Amaral recebeu alta. Ele estava no Hospital da Cassems, onde, na primeira vez que precisou de atendimento, descobriu também estar infectado com o vírus da dengue.

Delcídio terá de manter o isolamento. “As únicas recomendações médicas são terminar algumas medicações orais e me isolar por mais alguns dias para restabelecer minha imunidade que foi bastante abalada por ter sido infectado pelos 2 vírus concomitantemente”, informou em post no Facebook.

O ex-senador revelou que chegou a ser aconselhado a procurar tratamento em São Paulo, mas diz não se arrepender de permanecer em Campo Grande e agradeceu à equipe que o atendeu. “Não deixam nada a desejar comparados aos dos grandes centros do país. A dedicação deles com os pacientes de covid-19 é espetacular e emocionante, mesmo eles correndo todos os riscos inerentes ao perigo desse ambiente de contaminações”.

Delcídio voltou a fazer alerta para que pessoas fiquem em casa e evitem o contágio com o novo coronavírus. “Quem tem essa dura experiência que tive pode assegurar a importância das orientações exaustivamente divulgadas pelas autoridades de saúde sobre a necessidade de ficar em casa e, quando impossível o tempo todo, usar máscara sempre e lavar as mãos constantemente ou usar álcool gel. Enquanto não houver vacina para todos, esses procedimentos são os únicos que podem garantir a nossa saúde. Quanto menos pessoas se infectarem pela covid maior será a chance, dos que não tiveram a mesma sorte, de serem adequadamente atendidos pelos hospitais”.

Ele foi internado no pela primeira vez no dia 22. O ex-senador havia testado positivo para o novo coronavírus no dia 15 de julho e estava cumprindo isolamento social em casa, quando apresentou piora nos sintomas e procurou a unidade. Delcídio do Amaral teve alta três dias depois. No dia 28, precisou voltar ao hospital, não estava se sentindo bem.