A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/07/2012 15:27

Depois de ficar seis anos foragido, homem é preso por latrocínio

Luciana Brazil
Tiago será indiciado por latrocínio. (Foto:Divulgação)Tiago será indiciado por latrocínio. (Foto:Divulgação)

Após ficar seis anos foragido, o servente de pedreiro Tiago da Silva, 26 anos, foi preso na última segunda-feira (16), no bairro Talismã. Ele tinha um mandado de prisão em aberto por latrocínio, em 2007, quando roubou e matou o motorista Vardines Arcanjho Cerqueira.

O crime aconteceu em junho de 2007, quando Cerqueira, motorista do Frigorífico Independência, foi abordado no anel viário, na rodovia BR-163, próximo a saída para Cuiabá (MT). Cerqueira fazia o transporte de peças de couro “in natura”, no valor de R$ 324, que seriam entregues em Nova Andradina, a 300 km de Campo Grande.

A vítima foi abordada por Tiago e outros dois homens, Amauri Ramos Bezerra e Paulo Cesar Gomes. Armados com um revólver calibre 38, eles roubaram o veículo com a carga e levaram até uma chácara no município de Rochedinho, onde a carga foi transferida para outro veículo e vendida a receptadores

Cerqueira foi levado para um cativeiro onde foi morto. Após o veículo ser descarregado, foi levado para a Fazenda Espigão Alto, também em Rochedinho, onde foi incendiado por Tiago e Amauri.

Paulo Cesar e Amauri foram presos logo depois do crime. Tiago conseguiu fugir e se escondeu durante seis anos em fazendas e municípios vizinhos a Campo Grande.

Na última segunda-feira, policiais da 2° Delegacia de Polícia localizaram o suspeito no bairro Talismã. Ele será encaminhado para o sistema prisional da Capital. A pena para o crime de latrocínio pode variar de 20 a 30 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions