ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  04    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Dono do bar "Paraíba 73" morre em acidente com moto em rodovia

Ítalo estava retornado de Sidrolândia para a Capital em uma moto que bateu de frente com um veículo

Por Adriano Fernandes | 04/03/2021 21:12
Ítalo Monteiro de Oliveira era um dos donos do Paraíba 73. (Foto: Reprodução/Instagram)
Ítalo Monteiro de Oliveira era um dos donos do Paraíba 73. (Foto: Reprodução/Instagram)

O empresário Ítalo Monteiro de Oliveira, 33 anos, sócio-proprietário do bar Paraíba 73, morreu no acidente ocorrido na noite desta quinta-feira (4), na BR-060.

Ítalo estava retornando de Sidrolândia para a Capital em moto que bateu de frente com um Ford Ka, de cor branca, próximo da Fazenda Piana. O empresário morreu na hora.

"Era uma pessoa maravilhosa, trabalhador, honesto, tinha muitos amigos", resume o também empresário Felipe Diniz, amigo próximo e sócio de Ítalo.

Ítalo também era funcionário da Caixa Econômica Federal, em Sidrolândia e fazia o trajeto frequentemente por conta dos negócios na Capital.

"Point" na Rua Paraíba o bar de mesmo nome, ganhou popularidade por conta da programação musical, que varia do forró ao reggae, drinks e cerveja gelada.

O corpo do empresário será trazido para Campo Grande. A perícia da Polícia Civil ainda está no local.

O acidente - A batida ocorreu por volta das 18h30, durante uma ultrapassagem do veículo. No carro estavam uma mulher e suas duas filhas, de 12 e 8 anos, que tiveram ferimentos leves e foram trazidas para Campo Grande.

Parte frontal do veículo ficou completamente destruída. (Foto: Direto das Ruas)
Parte frontal do veículo ficou completamente destruída. (Foto: Direto das Ruas)

De acordo com uma testemunha, que não quis se identificar, Ítalo foi lançado a cerca de 200 metros do veículo.

Ele pilotava uma motocicleta modelo Suzuki GSX-R de alta cilindrada, que ficou completamente destruída. A parte frontal e superior do veículo também foi bastante danificada e também houve um princípio de incêndio.

"Quando eu avistei o acidente desci correndo, peguei o extintor e corri para o carro pois tinha muito fumaça, mais graças a Deus consegui cortar os cabos da bateria e apagar o princípio de incêndio", comenta.

Militares dos batalhões do Corpo de Bombeiros da Costa e Silva e Tijuca atenderam a ocorrência, bem como o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e PRF (Polícia Rodoviária Federal).



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário