A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/04/2014 08:36

Dupla envolvida em esquema de falsificar documentos para vender terrenos é presa

Graziela Rezende

Dois integrantes do “esquema” criminoso da venda de terrenos foram presos ontem (24), após terem a prisão preventiva decretada pela Justiça de Três Lagoas, a 338 quilômetros da Capital. A ação tem como objetivo desarticular uma associação criminosa que falsifica documentos para revender terrenos, sem autorização e que vinha sendo investigada desde a semana passado, quando foi deflagrada a “Operação Mandatum”.

Segundo o delegado Paulo Rosseto, o contador Jerônimo Marques Fernandes e o advogado Peterson Lázaro Paes, foram os primeiros a serem presos. Após isso, Barbara Gomes Hernandes, 24 anos, em nome de quem foram depositados R$ 44 mil, referentes a venda do terreno de uma das vítimas e Lauro Pereira Lima, 32 anos, se entregaram à Polícia. Outras duas pessoas continuam foragidas.

O grupo falsificou carteiras de identidade no interior de São Paulo e, com os documentos falsos, uma procuração em Selvíria para vender um terreno localizado no bairro Parque São Carlos, em Três Lagoas.

A vítima, uma mulher de 48 anos, teve o terreno localizado na rua Das Marias, avaliado em R$ 60 mil, vendido sem a sua autorização por R$ 55 mil, para uma pessoa, que mesmo sabendo do golpe, efetuou a compra. Toda a negociação foi intermediada por um corretor de imóveis que também tinha conhecimento das irregularidades.

Quem efetuou a venda, de posse de uma procuração irregular, foi Silvana da Silva Ferreira, 42 anos, irmã de Celso da Silva Ferreira, 47 anos, um dos mentores do golpe. Eles tiveram a prisão temporária decretada e estão foragidos.

“Além desse terreno, os acusados já venderam outro imóvel e tentaram vender um terceiro, conforme ficou apurado durante as investigações, mas, acreditamos que o número de vítimas é bem maior e esperamos que com a divulgação desse fato, nos procurem para que as providências sejam tomadas”, disse em entrevista o delegado.

Quem tiver informações do paradeiro de Celso da Silva Ferreira e Silvana da Silva Ferreira, pode entrar em contado com a Polícia Civil do município, pelo telefone (67) 3919-1500 ou o 190.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions