ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Em 2 meses, Bioparque recebeu visita de turistas de 27 países

No total, foram 198 turistas de diversas partes do mundo que tiveram a oportunidade de conhecer o Bioparque

Por Viviane Oliveira | 03/07/2022 11:10
Embaixadora do Canadá, Jennifer May, e a diretora Maria Fernanda (Foto:Bruno Rezende)
Embaixadora do Canadá, Jennifer May, e a diretora Maria Fernanda (Foto:Bruno Rezende)

Em dois meses de abertura ao público, o Bioparque Pantanal recebeu a visita de 27 países. No total, foram 198 turistas de diversas partes do mundo que tiveram a oportunidade de conhecer a beleza da biodiversidade pantaneira e outros ecossistemas do Brasil e de cinco continentes do mundo.

Por meio de visitas guiadas, turistas da Alemanha, Israel, Moçambique, Chile, Estados Unidos, Bolívia, França, Portugal, Argentina, Canadá, Rússia, Espanha, Polônia, Paraguai, Bélgica, Namíbia, Catar, Estônia, Áustria, Paquistão, Colômbia, Dinamarca, Itália, Suíça, Austrália, Japão e Inglaterra contemplaram os 31 tanques do complexo e a área externa, observando peixes, jacarés e até a famosa sucuri verde.

Gerente de eventos e professora da Universidade pública em Brighton, na Inglaterra, Linda Barber ficou feliz em estar num espaço rico em conhecimento. “Aprendi muito sobre a cultura e a história da região”, disse.

Jennifer May, embaixadora do Canadá, também passou pelo complexo e ficou encantada com o que viu. “Realmente dá uma noção incrível de como é a vida aquática do Pantanal, não apenas da forma como geralmente vemos acima do solo, mas também por baixo das águas”, destacou.

Segundo Rolando Rios, a estrutura do ponto turístico é fascinante e parabenizou os envolvidos no trabalho. “Fiquei surpreso com a estrutura do local, desde a concepção até a ambientalização dos espaços. Parabenizo toda a equipe responsável pela concepção do local e aos que estão aqui trabalhando, fazendo com que o lugar tenha vida”, disse.

A diretora do complexo, Maria Fernanda Balestieiri, comemora o sucesso do aquário de água doce mundo afora. “Nós trabalhamos para que os visitantes saiam daqui agregando conhecimento e encantados com belezas locais, principalmente com a biodiversidade pantaneira”, destacou.

Nos siga no Google Notícias